Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.061,99
    -871,79 (-0,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.867,62
    +338,65 (+0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,11
    -0,24 (-0,39%)
     
  • OURO

    1.797,10
    +4,00 (+0,22%)
     
  • BTC-USD

    54.439,18
    -1.647,13 (-2,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.259,78
    -3,18 (-0,25%)
     
  • S&P500

    4.173,42
    +38,48 (+0,93%)
     
  • DOW JONES

    34.137,31
    +316,01 (+0,93%)
     
  • FTSE

    6.895,29
    +35,42 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.720,11
    +98,19 (+0,34%)
     
  • NIKKEI

    28.988,59
    +480,04 (+1,68%)
     
  • NASDAQ

    13.898,50
    -20,75 (-0,15%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7067
    +0,0047 (+0,07%)
     

Cosan confirma contratação de consultores para eventual IPO da Raízen

·1 minuto de leitura
Logo da Cosan em painel na bolsa de valores de São Paulo

SÃO PAULO (Reuters) - A Cosan confirmou nesta terça-feira que está, em conjunto com a Shell, contratando consultores para iniciar os preparativos de uma eventual oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da Raízen, joint venture das companhias brasileira e anglo-holandesa nos setores de açúcar, etanol, bioenergia e distribuição de combustíveis.

Em comunicado ao mercado, a Cosan afirmou que os acionistas controladores da Raízen estão "constantemente analisando" a listagem da empresa, mas que nem todas as decisões sobre a estrutura da oferta foram tomadas até o momento.

"Embora a listagem efetiva dependa de inúmeras condições que podem estar fora do controle da companhia, isso não impedirá a contratação de consultores para iniciar a preparação para uma eventual oferta, o que de fato está sendo feito", disse a Cosan.

A manifestação ocorre depois de a Reuters noticiar que, segundo fontes, a Raízen escolheu os bancos de investimento do BTG Pactual, Bank of America, Citi e Credit Suisse como coordenadores de seu IPO.

"Nossa intenção é estarmos preparados caso tais condições sejam atendidas e o momento de mercado esteja adequado", disse a Cosan em sua nota.

(Por Gabriel Araujo)