Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.177,55
    -92,52 (-0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    55.164,01
    +292,65 (+0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,18
    +1,03 (+1,29%)
     
  • OURO

    1.930,00
    -12,60 (-0,65%)
     
  • BTC-USD

    23.081,77
    -488,00 (-2,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    523,89
    -3,30 (-0,63%)
     
  • S&P500

    4.060,43
    +44,21 (+1,10%)
     
  • DOW JONES

    33.949,41
    +205,57 (+0,61%)
     
  • FTSE

    7.761,11
    +16,24 (+0,21%)
     
  • HANG SENG

    22.566,78
    +522,13 (+2,37%)
     
  • NIKKEI

    27.362,75
    -32,26 (-0,12%)
     
  • NASDAQ

    12.058,25
    +185,00 (+1,56%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5212
    -0,0176 (-0,32%)
     

Corvette E-Ray | GM lança versão híbrida no 70º aniversário do esportivo

O Corvette Motorama, primeiro modelo do superesportivo, foi lançado pela General Motors em 17 de janeiro de 1953. Setenta anos depois, a marca apresentou o E-Ray, versão híbrida do ícone, para celebrar o aniversário de um dos carros mais importantes da história da montadora.

A General Motors começou a trabalhar na versão híbrida do Corvette há um bom tempo, em abril de 2022. Em dezembro, vazamentos indicaram como ele seria e, agora, o E-Ray foi finalmente revelado. E as especificações têm tudo para agradar até mesmo aos críticos que ainda torcem o nariz para a eletrificação dos carros.

Afinal de contas, o E-Ray será o Corvette de produção mais rápido da história, muito por conta de manter parte de suas raízes. O powertrain da versão híbrida do esportivo terá o tradicional motor LS2 Small Block, V8 de 6.2 litros aspirado que entrega 495 cavalos de potência e 65 kgfm de torque ao condutor.

Corvette E-Ray é versão híbrida do superesportivo, lançada para celebrar 70 anos do ícone (Imagem: Divulgação/General Motors)
Corvette E-Ray é versão híbrida do superesportivo, lançada para celebrar 70 anos do ícone (Imagem: Divulgação/General Motors)

Ele trabalhará em conjunto com um propulsor elétrico de 170 cv e 17,3 kgfm de torque. Juntos, eles darão ao condutor 655 cavalos e a capacidade de acelerar de 0 a 100 km/h em 2,5 segundos. A transmissão é automatizada, de dupla embreagem, com 8 marchas.

“Em 1953, a reação entusiástica ao conceito Chevrolet Corvette deu início a sete décadas de paixão, desempenho e engenhosidade americana. O E-Ray, como o primeiro Corvette eletrificado com tração nas quatro rodas, dá um passo adiante e expande a promessa do que o Corvette pode oferecer”, explicou Mark Reuss, presidente da GM.

Cabine do Corvette E-Ray não deixa dúvidas sobre a tecnologia embarcada no modelo (Imagem: Divulgação/General Motors)
Cabine do Corvette E-Ray não deixa dúvidas sobre a tecnologia embarcada no modelo (Imagem: Divulgação/General Motors)

Potente e econômico

O Corvette E-Ray não será apenas o esportivo de produção mais rápido da história da linha. A GM projetou o modelo com 6 modos de condução e a possibilidade de rodar utilizando apenas 4 dos 8 cilindros. Desta forma, o carro economiza combustível ao rodar em velocidades mais baixas.

A autonomia da bateria de íon de lítio de 12 volts que alimenta o motor elétrico não foi divulgada pela marca. A GM informou, porém, que a velocidade máxima apenas no modo elétrico, batizado de Stealth Mode, será de 70 km/h.

“A tecnologia de eletrificação aumenta a sensação de controle em todas as condições, adicionando um grau inesperado de compostura”, explicou Tadge Juechter, engenheiro-chefe executivo do Corvette.

Versão híbrida tem modo econômico que faz o carro trabalhar apenas com 4 cilindros (Imagem: Divulgação/General Motors)
Versão híbrida tem modo econômico que faz o carro trabalhar apenas com 4 cilindros (Imagem: Divulgação/General Motors)

Preço e disponibilidade

Segundo o site da GM nos Estados Unidos, o Chevrolet Corvette E-Ray chegará às lojas ainda em 2023 em duas versões, com preços a partir de US$ 104.295 (R$ 530,4 mil, na conversão) para o 1LZ e US$ 111.295 (R$ 566,1 mil) para o 1LZ conversível.

Ambas serão produzidas na planta de Kentucky e distribuídas globalmente. O Brasil ainda não está confirmado como um dos mercados que receberão o Corvette E-Ray no futuro, mas ficamos na torcida para que isso aconteça e, desta forma, o modelo chegue por aqui para brigar com o Mustang Mach-E, da Ford.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: