Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.131,73 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,63 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,04
    -1,53 (-2,86%)
     
  • OURO

    1.827,70
    -23,70 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    37.670,38
    +1.564,53 (+4,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    701,93
    -33,21 (-4,52%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,26 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.573,86
    +77,00 (+0,27%)
     
  • NIKKEI

    28.519,18
    -179,08 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    12.759,00
    -142,00 (-1,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3926
    +0,0791 (+1,25%)
     

Corte de produção saudita deve levar Brent a US$60/barril em meados do ano, diz UBS

·1 minuto de leitura
Operações de produção de petróleo na Bacia de Permian, no Texas, nos Estados Unidos

(Reuters) - O UBS elevou projeções e disse que o o preço do petróleo Brent deve atingir 60 dólares por barril por volta da metade do ano após a Arábia Saudita ter surpreendido com o anúncio de um corte unilateral de produção e ante expectativas de forte recuperação na demanda no segundo trimestre, com vacinas e aumento em viagens.

Com o movimento saudita, o aumento da produção da Opep de 0,5 milhão de barris por dia (bpd) em janeiro será totalmente revertido, o que resultará em um mercado mais apertado no primeiro semestre do ano, disseram analistas do banco suíço em nota.

O maior exportador global de petróleo prometeu cortes adicionais e voluntários de oferta de 1 milhão de barris por dia (bpd) em fevereiro e março, o que levou o Brent, preço de referência internacional, aos maiores níveis desde fevereiro passado.

"O movimento preventivo do reino sugere para nós um desejo de defender os preços e apoiar o mercado de petróleo em meio a preocupações com a demanda devido à prorrogação de restrições de mobilidade na Europa", disse o UBS.

""Mas se a demanda cair em menor grau, a medida saudita também ajudaria a acelerar o processo de redução dos estoques de petróleo", acrescentou.

O petróleo Brent era negociado em torno 54 dólares por barril nesta quinta-feira, enquanto o petróleo nos EUA opera perto dos 51 dólares.

O banco espera que o Brent seja negociado 63 dólares por barril no segundo semestre de 2021 e o WTI com desconto de 3 dólares por barril em relação aos preços do Brent.

(Por Nakul Iyer e Swati Verma em Bangalore)

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7519)) REUTERS LC