Mercado fechará em 36 mins
  • BOVESPA

    112.274,52
    -41,63 (-0,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.522,63
    -252,28 (-0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,44
    -1,24 (-1,56%)
     
  • OURO

    1.939,20
    -6,40 (-0,33%)
     
  • BTC-USD

    23.166,36
    -410,71 (-1,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    524,22
    -13,65 (-2,54%)
     
  • S&P500

    4.041,32
    -29,24 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    33.925,02
    -53,06 (-0,16%)
     
  • FTSE

    7.784,87
    +19,72 (+0,25%)
     
  • HANG SENG

    22.069,73
    -619,17 (-2,73%)
     
  • NIKKEI

    27.433,40
    +50,84 (+0,19%)
     
  • NASDAQ

    12.026,75
    -195,50 (-1,60%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5519
    +0,0057 (+0,10%)
     

Corte de bolsas da Capes: internautas questionam onde está a 'reação do mercado'

Calote nas bolsas da Capes pode gerar repercussões econômicas por todo país
Calote nas bolsas da Capes pode gerar repercussões econômicas por todo país
  • MEC teria sofrido um sucateamento durante o governo Bolsonaro, disse equipe de transição;

  • Centenas de milhares de brasileiros são dependentes das bolsas da CAPES;

  • Internautas questionam onde está a reação do mercado financeiro à notícia.

Com o anúncio do grupo de trabalho de educação do gabinete de transição do novo governo, de que ocorreu um sucateamento dentro do Ministério da Educação tão grande que há o risco de calote no pagamento das bolsas de residência, mestrado e doutorado a partir do próximo ano, internautas se revoltaram nas redes sociais, indagando onde está a reação do mercado financeiro às más notícias.

“Se nada for feito, eles não vão receber a bolsa esse mês, com todas as despesas que eles têm que honrar. O mesmo vale para os estudantes do Capes, de mestrado, doutorado e pós-doutorado. Não há recursos liberados para que paguem as bolsas de estudo”, afirmou Aloizio Mercadante, coordenador dos grupos técnicos da transição

Nas últimas semanas, os portais de notícias foram inundados de reportagens sobre as reações do mercado financeiro à falas do presidente Lula sobre acabar com a fome no país e combater a miséria durante seu mandato. Com alta do dólar e baixa do Ibovespa, especialistas ressaltavam o quanto as falas do presidente eleito preocupavam o setor financeiro, que temia um possível descontrole fiscal causado pelos pagamentos dos benefícios sociais.

No entanto, da mesma forma o contingenciamento das bolsas do MEC tem enormes repercussões econômicas, uma vez que centenas de milhares de pesquisadores dependem dos recursos da CAPES para sobreviver, uma vez que são proibidos de terem qualquer outro vínculo empregatício.

Ou seja, o calote no pagamento resulta não em uma queda drástica na produção científica do Brasil e em seu desenvolvimento tecnológico, mas também na atividade econômica diária, uma vez que boa parte da população fica impedida de realizar pagamentos e de consumir, especialmente no mês em que o comércio está apostando na alta das vendas.

A reação dos brasileiros

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.