Corte de Apelações dos EUA suspende decisão sobre pagamento da Argentina

Nova York, 28 nov (EFE).- Um tribunal federal dos Estados Unidos suspendeu nesta quarta-feira a decisão de um juiz que obrigava a Argentina a pagar US$ 1,3 bilhão a detentores de bônus não reestruturados antes do dia 15 de dezembro.

O Tribunal de Apelações do Segundo Circuito federal, com sede em Nova York, estabeleceu que a decisão do juiz Thomas Griesa deve ficar suspensa até terminar a análise da apelação argentina.

Esta corte fixou um calendário para a entrega de documentos das partes em dezembro, janeiro e fevereiro, com uma apresentação de argumentos orais no dia 27 de fevereiro de 2013, segundo a decisão do tribunal à qual a Agência Efe teve acesso.

"Estamos satisfeitos com a decisão", disse à Efe Sean O'Shea, advogado do fundo Gramercy, que faz parte do 93% dos credores que aceitaram as reestruturações de dívida argentina em 2005 e 2010.

Em sua opinião, a suspensão temporária da decisão de Griesa representa tomar as decisões com tempo "e não depressa e correndo", e celebrou que a corte de apelações tenha permitido aos detentores de bônus reestruturados participar das próximas audiências, "o que tinha sido negado pelo juiz".

O juiz federal Thomas Griesa aceitou em sua decisão, ditada na quarta-feira passada, as reivindicações dos fundos de investimento NML e Aurelius, que exigem o pagamento do total dos bônus soberanos argentinos em seu poder. EFE

Carregando...