Mercado fechará em 3 h 56 min
  • BOVESPA

    129.472,81
    -735,15 (-0,56%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.823,84
    -205,70 (-0,40%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,72
    +0,84 (+1,19%)
     
  • OURO

    1.861,50
    -4,40 (-0,24%)
     
  • BTC-USD

    40.076,70
    -470,54 (-1,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    998,73
    -11,88 (-1,18%)
     
  • S&P500

    4.243,77
    -11,38 (-0,27%)
     
  • DOW JONES

    34.225,58
    -168,17 (-0,49%)
     
  • FTSE

    7.172,48
    +25,80 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    28.638,53
    -203,60 (-0,71%)
     
  • NIKKEI

    29.441,30
    +279,50 (+0,96%)
     
  • NASDAQ

    14.049,00
    -75,75 (-0,54%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1707
    +0,0392 (+0,64%)
     

Corretoras temem fim do pregão viva-voz da LME com reabertura

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A Bolsa de Metais de Londres cedeu à pressão para não fechar seu icônico pregão, mas corretoras não estão comemorando e alertam que o plano para reabrir o “Ring” pode trazer seu fim.

Na terça-feira, a Bolsa de Metais de Londres, ou LME, voltou atrás na proposta de fechar o pregão e disse que as negociações de viva-voz serão retomadas em setembro, em uma vitória para operadores do pregão e usuários físicos, que têm feito forte lobby para salvá-lo. Mas o Ring será usado apenas para definir os chamados preços oficiais - amplamente usados na indústria física e fechados na hora do almoço -, enquanto os preços de fechamento noturno serão definidos eletronicamente. Isso potencialmente priva as corretoras do Ring de um importante fluxo de receita.

Em jogo está o futuro de uma das instituições financeiras mais antigas de Londres e um dos últimos mercados viva-voz do mundo. O Ring tem suas origens no início de 1800 e ainda conta com defensores ferrenhos na indústria de metais, que reagiram furiosamente à proposta da LME em janeiro de fechá-lo para sempre.

Há o risco de que o plano da LME torne a operação do Ring comercialmente inviável, disse Simon Van Den Born, presidente da Marex, que é uma das maiores entre as nove corretoras da categoria 1, as que são licenciadas para operar no pregão. Executivos de três outras corretoras do Ring expressaram preocupações semelhantes, mas pediram para não serem identificados.

“Minha sensação é que seria bastante difícil comercialmente ter funcionários em uma plataforma de viva-voz pelo que poderiam ser efetivamente duas horas por dia”, disse Van Den Born em entrevista.

Em uma ligação logo após o anúncio do plano na terça-feira, o responsável por outra corretora teria dito ao CEO da LME, Matthew Chamberlain, que seu plano parecia ser uma forma de tentar fechar o Ring “por asfixia”, de acordo com várias pessoas a par do assunto.

Em entrevista, Chamberlain negou que o plano da LME seja uma tentativa de fechar o Ring pela porta dos fundos. Segundo ele, ao definir os preços de fechamento eletronicamente, a LME poderia atrair volumes maiores dos participantes do mercado financeiro, disse.

“A oportunidade que buscamos é trazer mais participação financeira para nossa bolsa”, afirmou.

Ele reconheceu que o plano representaria uma mudança para as corretoras do Ring, mas disse estar “muito esperançoso” de que ainda terão um negócio viável.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.