Mercado fechará em 5 h 52 min
  • BOVESPA

    127.760,14
    -297,08 (-0,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.973,18
    -229,62 (-0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,72
    +0,68 (+0,96%)
     
  • OURO

    1.774,00
    -0,80 (-0,05%)
     
  • BTC-USD

    37.135,96
    -1.363,71 (-3,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    918,39
    -21,56 (-2,29%)
     
  • S&P500

    4.185,20
    -36,66 (-0,87%)
     
  • DOW JONES

    33.369,13
    -454,32 (-1,34%)
     
  • FTSE

    7.031,25
    -122,18 (-1,71%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9778
    +0,0153 (+0,26%)
     

Corretoras de Bitcoin se preparam para ‘bear market’

·3 minuto de leitura
Moeda Bitcoin em frente a um gráfico vermelho
Moeda Bitcoin em frente a um gráfico vermelho

Um provável mercado de urso está para começar, movimento em que o preço do Bitcoin tende a cair ou se estabilizar por longos períodos. Essa possibilidade acabou levando corretoras de Bitcoin dos Estados Unidos a se prepararem para o período.

Os últimos meses foram muito bons para o mercado de criptomoedas, em geral. As pesquisas sobre o tema no Google, por exemplo, atingiram a máxima de 2021 em maio, mostrando que a alta do Bitcoin vinha seguida de intensa procura sobre o assunto.

Mês de maio de 2021 registra maior nível de pesquisa sobre Bitcoin no Google desde 2017
Mês de maio de 2021 registra maior nível de pesquisa sobre Bitcoin no Google desde 2017

Desde o dia 19 de maio, contudo, o mercado colapsou, com os preços do Bitcoin entrando em forte queda. Tudo começou com a Tesla, empresa comandada por Elon Musk, que decidiu não aceitar mais a moeda digital como pagamento.

Após isso, a pressão feita por países começou a ficar mais frequente, como a China, Bolívia, Argentina, entre outros mais. O medo acabou tomando conta dos investidores, que venderam suas posses no mercado.

Corretoras de Bitcoin se preparam para período de urso no mercado

O volume de Bitcoin nas corretoras começou a cair, enquanto o preço da moeda cai nos mercados. De acordo com dados do CoinMarketCap, a última quinta-feira (27) registrou o pior volume dos últimos dias, com o Bitcoin sendo negociado em US$ 38 mil.

Volume em corretoras de Bitcoin caiu para a mínima dos últimos dias na quinta-feira (27/05/2021)
Volume em corretoras de Bitcoin caiu para a mínima dos últimos dias na quinta-feira (27/05/2021)

Vendo o movimento cair, as plataformas que negociam Bitcoin, chamadas de corretoras no Brasil ou exchanges nos Estados Unidos, começaram a se preparar para um mercado de urso.

Segundo a BlockWorks, uma dessas corretoras é a Kraken, tradicional nos EUA e uma das maiores do país. Na visão de Brian Hoffman, líder de produtos da plataforma, haverá um mercado em baixa em algum momento e quando isso acontecer, a Kraken receberá menos volume de negociações.

No entanto, o líder da corretora acredita que o momento será importante para construir a base para o próximo ciclo de alta do Bitcoin. Brian disse que as operações da corretora foram bem nos últimos meses, assim como todo mercado.

Outra que espera uma correção no mercado e já alertou seus acionistas sobre isso é a Coinbase. Recentemente, a maior corretora dos Estados Unidos listou suas ações na bolsa de valores, registrando lucros recordes no primeiro trimestre de 2021.

Contudo, uma queda no Bitcoin poderia impactar os lucros da empresa nos próximos meses, informou a Coinbase nos informes aos acionistas. Para sair dessa situação, a Coinbase tem melhorado seu atendimento a clientes institucionais, com seu serviço Prime.

Melhorar infraestrutura, serviços de atendimento ao cliente, até mercado voltar a crescer

Vale o destaque que o mercado em alta do Bitcoin é muito bom para o mercado todo. Corretoras, por exemplo, registram maior volume de negociações, ganhando assim mais taxas de corretagem.

No entanto, este movimento acaba deixando alguns detalhes, como atendimento ao cliente e melhora da infraestrutura, em segundo plano. As corretoras dos Estados Unidos esperam que com menos volume, possam melhorar o que ficou pendente na última grande alta do Bitcoin.

Dessa forma, caso o Bitcoin volte a subir, as operações estariam mais preparadas para receber novos investidores no mercado.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos