Mercado abrirá em 2 h 3 min
  • BOVESPA

    110.249,73
    +1.405,98 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.828,13
    +270,48 (+0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,68
    +1,19 (+1,69%)
     
  • OURO

    1.774,40
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    42.108,91
    -1.370,58 (-3,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.049,45
    -14,40 (-1,35%)
     
  • S&P500

    4.354,19
    -3,54 (-0,08%)
     
  • DOW JONES

    33.919,84
    -50,63 (-0,15%)
     
  • FTSE

    7.065,72
    +84,74 (+1,21%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.074,00
    +50,00 (+0,33%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1807
    +0,0016 (+0,03%)
     

Corretora que comprou Dogecoin com dinheiro de clientes é obrigada a fechar as portas

·2 minuto de leitura
Game Over, Fim de Jogo e negociações de Bitcoin
Game Over, Fim de Jogo e negociações de Bitcoin

Uma corretora que comprou Dogecoin com o dinheiro de seus clientes, sem autorização deles, agora foi obrigada a fechar suas operações nos Estados Unidos.

A confusão foi grande para as operações da Coinseeds, que em março de 2021, chamou atenção da procuradora-geral dos Estados Unidos, Letitia James. Na ocasião, ela chegou a pedir que as pessoas tivessem cuidados ao negociar criptomoedas.

Na ocasião, a procuradora lembrou que em fevereiro deste ano já havia entrado em ação conta a Coinseeds, uma corretora que estaria operando sem autorização em Nova Iorque.

“Não hesitaremos em agir contra qualquer pessoa que viole a lei.

Duas semanas atrás [fevereiro de 2021], entramos com um processo para encerrar a operação fraudulenta da Coinseed.”

Após a pressão feita pelas autoridades dos Estados Unidos, a Coinseeds comprou Dogecoin com o dinheiro de seus clientes, em abril de 2021, que já estavam impossibilitados de efetuar saques na plataforma naquela ocasião, segundo o Decrypt.

Essa foi mais uma razão que levou as autoridades a encerrarem essa corretora.

Corretora fraudulenta nos Estados Unidos agora foi obrigada a encerrar atividades

A procuradoria geral de Nova Iorque (NYAG) divulgou que a Coinseeds está proibida de continuar suas atividades. Essa imposição foi comunicada na última segunda-feira (13).

“A procuradora-geral de Nova York, Letitia James, garantiu hoje um julgamento contra a plataforma de negociação de moeda virtual Coinseed, bem como o fundador e CEO (CEO) Delgerdalai Davaasambuu, que suspende permanentemente suas operações ilegais e fraudulentas e coloca em funcionamento um receptor permanente para proteger os fundos dos investidores.”

A justiça já obteve o acesso e controle do site da Coinseeds, de forma que este domínio não seja mais utilizado para atividades fraudulentas dos réus.

Além disso, o tribunal deferiu um pedido da promotora para que uma multa de US$ 3 milhões seja aplicado nos réus. O valor milionário deverá ser pago após uma fraude que causou prejuízos em investidores de todo país.

Mesmo com um processo em aberto contra a empresa, as autoridades afirmaram que as condutas criminosas continuaram, visto que não havia autorização para funcionamento.

Em junho, após uma decisão preliminar na justiça, a Coinseeds desafiou as autoridades e até lançou uma criptomoeda própria, inclusive para investidores de Nova Iorque, jurisdição que detém a BitLicense, uma das mais rigorosas leis de Bitcoin do mundo. Além disso, no perfil oficial do Twitter da empresa, eles até xingaram a procuradora do caso.

Perfil da empresa no Twitter xingou procuradora dos EUA
Perfil da empresa no Twitter xingou procuradora dos EUA/Reprodução

A procuradora afirmou que todos que operarem ilegalmente serão perseguidos.

“Desafiando ordens judiciais, esta empresa continuou a operar ilegalmente e de forma antiética, mantendo os fundos dos investidores como reféns e enfatizando os perigos de investir em moedas virtuais não registradas. Continuaremos a perseguir todos os que tentam abusar e manipular o sistema e garantir que os investidores sejam protegidos.”

Ainda não está claro se os clientes lesados pela falsa corretora de criptomoedas Coinseeds terão algum valor restituído, devendo procurar a justiça para buscar mais informações sobre o caso.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos