Mercado abrirá em 4 h 27 min

Corregedor de Justiça determina apuração sobre suposta prática de venda de sentenças no TJ-GO

Isadora Peron

O ministro Humberto Martins determinou a abertura de um procedimento interno Após a operação da Polícia Federal (PF) nesta terça-feira, o corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, determinou a abertura de um procedimento interno para apurar a suposta prática de venda de sentenças por magistrados do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO).

José Cruz / Agência Brasil

Na decisão, o ministro cita a operação e o fato de o Superior Tribunal de Justiça (STJ) ter autorizado o cumprimento de mandados de busca e apreensão contra magistrados, advogados, empresários e servidores públicos em um desdobramento da Operação Máfia das Falências, deflagrada em novembro do ano passado, em Goiás e mais três Estados.

O corregedor encaminhou ofício ao ministro Mauro Campbell Marques, relator do processo no STJ, para solicitar o compartilhamento de eventuais provas ou elementos que forem levantados contra os desembargadores.

A ação apura a suposta venda de decisões judiciais em um processo de uma grande empresa que está atualmente em recuperação judicial. O nome do grupo empresarial não foi divulgado.