Correção: Para professora, cargo de Mantega corre risco

A nota enviada anteriormente contém uma incorreção: a economista Monica Baumgarten de Bolle não fez a declaração literal contida nas aspas. Ao ser indagada pelo repórter com as seguintes perguntas "o cargo do ministro Guido Mantega corre risco?" e "é possível que tenhamos um novo ministro da Fazenda no início de 2013? ", a economista respondeu apenas "sim, corre" à primeira pergunta e "sim, é possível", à segunda. Segue o texto corrigido:

A expansão de 0,6% do PIB no terceiro trimestre, que indica um desempenho fraco da economia em 2012, gerou risco ao cargo do ministro da Fazenda, Guido Mantega, indica a professora da PUC-RJ Monica Baumgarten de Bolle. Perguntada pela Agência Estado sobre este tema, ela respondeu: "Sim, corre.", ressaltando que o PIB tem boas chances de crescer ao redor de 1% neste ano. Questionada em seguida se seria possível então o governo ter um novo ministro da Fazenda no início de 2013, ela também respondeu de forma afirmativa. "Sim, é possível", respondeu.

"A presidente Dilma Rousseff não vai querer entregar uma expansão média da economia menor do que a média do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que ficou em 2,7%. E para que esse patamar seja superado, será necessário que o PIB suba 3,8% no próximo ano, o que é muito difícil de ocorrer", destacou a acadêmica.

"O PIB e os investimentos no terceiro trimestre apresentaram resultados caóticos", disse. Monica destacou que o PIB em 2013 deve avançar entre 2% e 3%. "Nesse cenário de economia crescendo bem abaixo do potencial, o Banco Central deverá baixar os juros em mais 100 pontos-base no próximo ano", acrescentou.

Para ela, a distribuição deste corte ao longo das reuniões do Copom no próximo ano vai depender também do desempenho da economia internacional. Ela também destacou que muito provavelmente o governo vai acelerar os gastos públicos em 2013, a fim de dar maiores impulsos à demanda agregada.

Carregando...