Correção: Euro supera 1,21 franco suíço

A nota enviada anteriormente contém uma incorreção no primeiro parágrafo: O franco suíço atingiu uma mínima em onze semanas diante do euro, e não em oito como informado pela agência Dow Jones. Segue a nota corrigida:

O franco suíço atingiu o menor nível em onze semanas diante do euro, enquanto operadores apostam que outros bancos farão como o Credit Suisse e cobrarão juros para manter depósitos em francos. Pela primeira vez desde 9 de outubro o euro superou 1,21 franco.

O Credit Suisse anunciou na segunda-feira (03) que vai impor taxas de juros negativas para lidar com a demanda por francos. O segundo maior banco da Suíça em valor de mercado disse que aplicará os juros negativos sobre contas de caixa, mas não indicou qual será a taxa quando a decisão entrar em vigor, em 10 de dezembro. A taxa será aplicada apenas a depósitos interbancários, e não a contas individuais.

A notícia ajudou o franco a se enfraquecer - um movimento que as autoridades da Suíça receberão bem, tendo em vista a longa batalha do governo para limitar a valorização da moeda.

Apesar dos rumores de que outros bancos seguirão os passos do Credit Suisse, um porta-voz do UBS afirmou que o banco pretende simplesmente continuar cobrando uma tarifa indefinida sobre excesso de caixa quando os fluxos de entrada de capital forem excessivos, como anunciado em agosto de 2011.

O atual declínio do franco diante do euro é o maior desde setembro, quando o Banco Central Europeu (BCE) apresentou seus planos para dar suporte aos mercados de bônus da zona do euro - o que deu força ao euro e reduziu a demanda por moedas mais seguras, como o franco. Às 8h26 (de Brasília), o euro subia para 1,2117 franco, de 1,2085 franco no fim da tarde de segunda-feira (03), depois de atingir a máxima de 1,2148 franco mais cedo. As informações são da Dow Jones.

Carregando...