Mercado fechado

Coronavírus: Número de enterros em SP cresce 69% em maio

SAO PAULO, BRAZIL - MAY 23: An aerial view of the cemetery in Vila Formosa, where the bodies of the victims of the coronavirus pandemic (Covid-19) are buried in Sao Paulo, Brazil on May 23, 2020. (Photo by Marcello Zambrana/Anadolu Agency via Getty Images)

O número de sepultamentos em São Paulo aumentou 69% em maio, mês com mais mortes por Covid-19 na cidade, na comparação com o mesmo período do ano passado.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Segundo levantamento obtido pela Globo, com dados da Prefeitura, foram registrados 9.794 óbitos em maio, 4 mil a mais do que em maio de 2019 (5.799).

Até e última sexta-feira (5), a capital paulista contabilizou 4.805 vítimas fatais de coronavírus, sendo mais de 2.500 apenas em maio.

A subida no número de sepultamentos pôde ser notado no cemitério da Vila Formosa, localizado na zona leste de São Paulo e considerado o maior da América Latina. No local, foram realizados cinco enterros em meia hora.

Abril, com 8.296 enterros, tem a segunda maior alta na taxa de mortes na capital paulista: 51% em relação ao mesmo mês do ano anterior (5.513).

De acordo com Edson Aparecido, secretario municipal de Saúde, o número de sepultamentos é um dado importante para analisar o avanço da pandemia.

“Do ponto de vista de saúde pública, os três dados mais importantes são número de casos confirmados, as internações e depois os óbitos que evidentemente se consolidam com sepultamentos. É fundamental para ter um termômetro preciso de como a doença acontece na cidade de São Paulo”, afirmou.