Mercado fechará em 4 h 5 min

Coronavírus: Brasil tem mais de 86 mil mortos, diz consórcio de imprensa

(Foto: Getty Images)

O Brasil registrou 1.111 novas mortes pelo novo coronavírus e 48.234 novos casos da doença neste sábado (26). Com isso, o total de mortos chegou às 86.496 e o de casos a 2.396.434.

Os dados são fruto de colaboração inédita entre Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo, G1 e UOL para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais. O balanço é fechado diariamente às 20h.

Leia também

Além dos dados diários do consórcio, a Folha também mostra a chamada média móvel. O recurso estatístico busca dar uma visão melhor da evolução da doença, pois atenua números isolados que fujam do padrão. A média móvel é calculada somando o resultado dos últimos sete dias, dividindo por sete.

De acordo com os dados coletados até as 20h, a média de mortes nos últimos sete dias é de 1.097.

O Brasil tem uma taxa de cerca de 40,8 mortos por 100 mil habitantes. Os Estados Unidos, que têm o maior número absoluto de mortos, e o Reino Unido, ambos à frente do Brasil na pandemia (ou seja, começaram a sofrer com o problema antes), têm 44,4 e 68,9 mortos para cada 100 mil habitantes, respectivamente.

Os casos confirmados chegaram a 2,39 milhões, com 51.147 novos diagnósticos de ontem para hoje.

Esse é o quarto dia consecutivo em que o país contabiliza mais de 50 mil novos casos da doença, depois de um problema técnico enfrentado por Estados para o registro de casos no fim de semana passado e também após o ministério publicar uma portaria que passou a exigir a notificação de testes realizados por qualquer laboratório do Brasil.

O número também é alto para um final de semana, quando os registros tendem a ser menores do que durante os dias úteis.

O total de óbitos, porém, pode ser maior, já que há 3.691 mortes ainda em investigação.

Ainda segundo o ministério, 690.584 pacientes estão em acompanhamento, enquanto 1,6 milhão de casos são considerados recuperados da doença.

O próprio presidente Jair Bolsonaro anunciou neste sábado que seu novo teste da covid-19 deu negativo e que está recuperado da doença.