Mercado abrirá em 6 h 27 min

Coronavírus: Profissionais de saúde homenageiam mortos e defendem democracia

Profissionais da saúde realizaram neste domingo (21) um ato em homenagem às vítimas do novo coronavírus. O protesto aconteceu na praça Roosevelt, no centro de São Paulo.

Os manifestantes seguraram cruzes pretas representando as mortes por Covid-19 em São Paulo (12.494 até o último sábado, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde) e no Brasil (49.976, segundo o Ministério da Saúde).

Leia também

Nesta semana, São Paulo bateu um recorde negativo que contribuiu para o maior número de mortes em uma semana. Pela primeira vez, o estado registrou quatro dias seguidos com mais de 300 óbitos por dia. Na última sexta, 386 pessoas morreram por Covid-19 no estado.

A Secretaria de Saúde paulista estima que o estado deve alcançar entre 15 mil e 18 mil mortes até o fim do mês.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Os profissionais também cobraram investimento no SUS (Sistema Único de Saúde) e reforçaram a defesa da democracia, em contraponto aos ataques de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) contra médicos e enfermeiros.

O ato, realizado em outras capitais do país, foi organizado pela Associação Brasileira de Médicas e Médicos pela Democracia e pela Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares.