Mercado fechado

Coronavírus: 20 autoridades são investigadas por furar fila da vacina

Colaboradores Yahoo Notícias
·2 minuto de leitura
A enfermeira e influencer Dany Negreiro, namorada do prefeito de Alto Alegre (RR), Pedro Henrique Machado (PSD), recebe vacina contra o coronavírus
A enfermeira e influencer Dany Negreiro, namorada do prefeito de Alto Alegre (RR), Pedro Henrique Machado (PSD), recebe vacina contra o coronavírus
A enfermeira e influencer Dany Negreiro, namorada do prefeito de Alto Alegre (RR), Pedro Henrique Machado (PSD), recebe vacina contra o coronavírus

Pelo menos 20 autoridades são investigadas em nove estados por suspeita de furarem a fila da vacina contra o novo coronavírus. Profissionais de saúde que atuam na linha de frente no combate à Covid-19 devem ser os primeiros imunizados, porém secretários e até a namorada de um prefeito receberam doses da Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

Segundo reportagem da revista Época, em Manaus nove pessoas são investigadas, sendo quatro secretários, além de assessores de diversas pastas. Promotores chegaram a pedir, sem sucesso, a prisão do prefeito David Almeida (Avante).

Leia também

No interior do Amazonas, o MP solicitou à Justiça a exoneração do secretário de Cultura de Amaturá, Paulo Barbosa, conhecido como Paulo Boi. Ele foi vacinado, mesmo sem estar no grupo prioritário, e publicou a foto nas redes sociais.

Em Alto Alegre (RR), a Promotoria pediu a exoneração da secretária-adjunta de Saúde, Danyele Santos Negreiros, também por furar a fila de prioridade. Conhecida como Dany Negreiro, ela é influenciadora digital e namorada do prefeito Pedro Machado (PSD).

No Instagram, Machado defendeu a namorada e negou que ela foi nomeada somente para tomar a vacina. Segundo ele, Danyele é enfermeira municipal desde agosto de 2020. “Na época, não estávamos namorando”, disse. Em dezembro, assumiram relacionamento. “Convidei-a para assumir um cargo de confiança para que ela saísse da ação direta no posto de saúde para contribuir, com sua experiência, de maneira geral”, complementou.

Em Santa Luzia (MG), o secretário de Esportes, Marco Aurélio Silva, acabou demitido. Já em Candiba (BA), o prefeito Reginaldo Prado (PSD) foi alvo de uma ação por improbidade. Prefeitos, um vice e secretários também são investigados em Pombal (PB); Itabi (SE); Ijaci (MG); Aldeia Brejão (MS); Pires do Rio (GO); e Serra do Navio (AP).