Mercado fechado

Coronavírus pode parar produção de carros em março, diz Anfavea

EDUARDO SODRÉ
Foto: YASUYOSHI CHIBA/AFP via Getty Images

A Anfavea (associação das montadoras) afirmou nesta sexta-feira (6) que a produção de veículos pode ser interrompida ainda em março, por falta de peças. A epidemia do coronavírus, iniciada na China, reduziu os envios para o Brasil. Quando há autopeças para envio, faltam navios ou o inverso, segundo a associação.

No momento, ainda não há falta de peças para montagem, mas a Anfavea diz que as empresas estudam alternativas para calibrar a velocidade da linha de produção e importar peças por via aérea. A China é o maior fornecedor de autopeças para o Brasil, com 13% de um mercado estimado em US$ 13 bilhões, em 2019.

Leia também

O risco de interrupção existe também no caso de empresas que usam peças importadas de países menos atingidos pelo novo coronavírus. Um fornecedor da Índia, por exemplo, utiliza componentes vindos da China para montar seus itens e, por isso, também precisam interromper a produção.

A associação quer agora uma posição do governo federal, para saber se haverá algum tipo de estímulo à economia. No balanço apresentado nesta sexta, a Anfavea mostrou um gráfico listando oito países que anunciaram medidas como redução de juros e investimentos.

"O Brasil, pelo que sabemos, ainda não tem nenhuma medida, a não ser um indicativo de redução na taxa Selic. É uma reflexão que a Anfavea está fazendo, sabemos das limitações. Mas tem um problema que precisamos enfrentar. Vamos deixar a bicicleta parar ou iremos mantê-la em movimento?", diz o presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes.

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.