Mercado fechará em 2 h 7 min

Coronavírus: OMS classifica como “muito alto” risco para epidemia global

Juliano Passaro
Coronavírus: OMS classifica como “muito alto” risco para epidemia global

A Organização Mundial da Saúde (OMS) realizou um nova classificação, nesta sexta-feira (28), para o coronavírus, colocando o risco de epidemia global como 'muito alto'.

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, afirmou que os epidemiologistas da organização estão monitorando constantemente o desenvolvimento do coronavírus (covid-19).

"Agora aumentamos nossa avaliação do risco de propagação e do risco de impacto do Covid-19 para 'muito alto' em um nível global", reforçou.

O executivo, entretanto, salientou que os casos que estão chegando em cada país estão ligados a pequenos grupos de pessoas que fizeram viagens recentemente. Ou seja, isso mostra que não há nenhuma comprovação, até o momento, de que o vírus esteja sendo disseminado livremente entre as nações.

De acordo com os dados mais recentes da OMS, a China registrou 329 casos nas últimas 24 horas. Foi o dia com menor número de casos dos últimos 30 dias. A China conta com 78.959 casos de coronavírus e até agora são 2791 vítimas fatais.

"O aumento contínuo do número de casos de Covid-19, e o número de países afetados nos últimos dias são motivo de preocupação", afirmou Adhanom durante uma coletiva.

Mercados recuam com coronavírus no radar

Os índices acionários chineses recuaram novamente nesta sexta-feira (28) e terminaram fevereiro como o pior mês desde maio de 2019. Os temores sobre o surto de coronavírus, com a possibilidade de se tornar uma pandemia global, têm pesado sobre os mercados de todo o mundo.

Veja também: Ibovespa abre em queda; coronavírus segue no radar

Nesta sexta, o índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 3,55%, enquanto o índice de Xangai teve perdas de 3,71%. Ambos registraram a pior queda diária desde 3 de fevereiro, quando as infecções estavam rapidamente se espalhando no país.

Nos EUA, o Dow Jones opera em baixa de 2,29%. Na mesma linha, o S&P 500 também registra queda, de 1,92%, por volta das 13h30 (horário de Brasília) desta sexta-feira (28). No Brasil, o Ibovespa opera em queda de 1,31% a 101.634,41 pontos nesta sexta de olho nas novas informações que surgem sobre o coronavírus.