Mercado fechado

Coronavírus: Nikkei tem maior queda diária em 5 meses por conta do vírus na China

Juliano Passaro
Coronavírus: Nikkei tem maior queda diária em 5 meses por conta do vírus na China

O índice Nikkei, do mercado de ações da Bolsa de Tóquio, no Japão, teve a maior queda diária registrada em cinco meses nesta segunda-feira (27). Isso porque há preocupações em torno do surto do coronavírus na China. As empresas relacionadas ao setor de turismo são as que estão sendo mais pressionadas.

O índice Nikkei teve um queda de 2,03%. Essa foi a maior queda percentual desde o dia 26 de agosto.

A China chegou a aumentar o feriado de Ano Novo Lunar do país e determinar o fechamento de algumas grandes empresas. Dessa forma, muitos funcionários estão fazendo home office para evitar a disseminação do vírus. O número de mortos pelo coronavírus já chega a 81.

Veja também: Coronavírus “não é uma situação alarmante” no Brasil, diz Bolsonaro

"Embora não possamos dizer quanto a doença vai se espalhar, uma coisa que podemos dizer com certeza agora é que o consumo na China já está sendo afetado conforme Pequim tenta conter a epidemia", afirmou Hiroyuki Ueno, estrategista sênior do Sumitomo Mitsui Trust Asset Management.

China proíbe viagens ao exterior por conta do coronavírus

O governo da China decidiu, no último sábado (25), proibir as viagens turísticas de cidadãos chineses ao exterior. A decisão foi tomada pelo Executivo de Pequim para tentar conter a epidemia de coronavírus.

Atualmente 1.372 casos de contaminação por coronavírus foram confirmados na China. Já são 81 mortes provocadas pelo vírus, entre as quais a de um médico que atendia pacientes infectados na cidade de Wuhan, de 11 milhões de habitantes, na província de Hubei.

A região é o foco central do surto da epidemia. Tanto que o próprio consulado dos Estados Unidos ordenou a evacuação de todos seus funcionários em Wuhan.

A suspensão das viagens turísticas ao exterior entrará em vigor a partir desta segunda-feira (27). Há doze países que já confirmaram casos de contágio pelo coronavírus:

  • Japão
  • Estados Unidos
  • França
  • Coreia do Sul
  • Austrália

Além da proibição de viagens, todos os veículos foram proibidos de circular pelas estradas de Wuhan a partir do último domingo (26), com a excepção dos carros oficiais e caminhões de carga.

O presidente chinês, Xi Jinping, declarou neste sábado que o país asiático está enfrentando uma "situação grave". O Comitê Permanente do Politburo da China se reuniu para discutir a situação e elaborar planos de resposta para a epidemia do coronavírus.