Mercado fechará em 2 h 47 min

Coronavírus: Latam vai permitir trocar destino de voo internacional sem multa

Cibelle Bouças

O Grupo Latam Airlines adotou medidas mais flexíveis para os passageiros de viagens internacionais, em resposta à disseminação do novo coronavírus (covid-19) no mundo. Desde esta sexta-feira (6) até 22 de março, a companhia vai permitir que os clientes com reservas para voos internacionais a serem realizados até 31 de dezembro de 2020 agendem suas viagens com a opção de alterar a data ou o destino futuramente.

A empresa permitirá uma alteração por bilhete, sem multa, até 14 dias antes da partida do voo original, sujeita a diferenças tarifárias.

Azul

A Azul informou que passou a oferecer máscaras para todos os seus tripulantes que trabalham na operação de voos internacionais de e para os Estados Unidos. Além disso, a aérea orientou os tripulantes que retornam dos países com transmissão ativa do vírus e apresentam sintomas da doença a procurarem o atendimento médico para avaliação.

Para os passageiros, a Azul oferece, desde fevereiro, a opção de reembolso integral da passagem para clientes com conexão em Lisboa ou Porto e que tenham como destino ou origem a Itália.

A Gol ainda não definiu nenhuma medida específica relacionada aos casos de covid-19.

As American Depositary Receipts (ADR) da Latam recuavam 1,53% na bolsa de Nova York, para US$ 6,42 na tarde de hoje. As ações da Gol subiram 1,69% na B3, para R$ 21, com investidores reagindo aos dados de crescimento da companhia em fevereiro. As ações da Azul fecharam o pregão desta sexta em alta de 0,84%, para R$ 38,57.