Mercado fechado

Coronavírus: American Airlines suspende serviço de voos em Hong Kong

Juliano Passaro
Coronavírus: American Airlines suspende serviço de voos em Hong Kong

Em meio ao surto do coronavírus, a American Airlines suspendeu nesta terça-feira (4) o seu serviço de voos em Hong Kong. Sendo assim, não saem voos da companhia aérea da cidade e também não chegam até o dia 20 deste mês. A razão para a suspensão é o surto do coronavírus na China.

A American Airlines havia suspendido os voos para a China continental na semana passada até o dia 27 de março, porém a companhia tinha como objetivo continuar operando em Hong Kong. A Delta e a United também foram na mesma linha.

É importante destacar que Hong Kong registrou a primeira morte por coronavírus nesta terça-feira (4). Uma fonte do sindicato "Allied Pilots Association" afirmou que alertou seus membros para recusarem viagens a Hong Kong por conta da disseminação do coronavírus.

“Continuaremos monitorando a situação de perto e fazendo as atualizações necessárias”, afirmou um porta-voz da American Airlines por meio de um comunicado.

O representante do sindicato dos pilotos e capitão do American Airlines 737, Dennis Tajer, afirmou estar satisfeito com a atitude da empresa. “Estamos orgulhosos que a American Airlines esteja liderando esta decisão de segurança para proteger nossos passageiros, colegas de trabalho e comunidades durante esse período de incerteza”, disse.

Gol e American Airlines anunciam acordo para compartilhamento de voos

A American Airlines anunciou, nesta terça-feira (4), que concluiu um acordo de compartilhamento de voos com a Gol (GOLL4). A companhia norte-americana irá ampliar a sua operação e fará um voos diários em direção ao Rio de Janeiro.

Veja também: Coronavírus e gripe aviária podem aumentar a demanda por carne brasileira na China, diz ABPA

Além de Miami e Rio de Janeiro, a parceria fará com que a American Airlines oferte 20 novos destinos para a América do Sul. Em contrapartida, a Gol também terá novas rotas com destino para o território norte-americano.

De acordo com Eduardo Bernardes, vice-presidente comercial da companhia aérea brasileira, “em breve a parceria deve aumentar para mais de 30 destinos nos Estados Unidos”, disse. Os detalhes do acordo ainda são avaliados por autoridades norte-americanas e brasileiras.

A American Airlines também estima passar a operar 12 novos voos com destino a Miami, partindo de seis cidades norte-americanas. As cidades são:

  • Nashville
  • Boston
  • Houston
  • Orlando
  • Raleigh-Durham
  • Tampa

De acordo com o comunicado da American Airlines, que anunciou a suspensão de voos em Hong Kong nesta terça por conta surto do coronavírus, a nova operação trará "mais oportunidades para que clientes voem para a América Latina".