Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.675,33
    -610,27 (-0,48%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.634,60
    +290,49 (+0,57%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,21
    -0,41 (-0,56%)
     
  • OURO

    1.831,80
    -4,00 (-0,22%)
     
  • BTC-USD

    39.980,09
    +450,65 (+1,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    949,08
    +18,72 (+2,01%)
     
  • S&P500

    4.419,15
    +18,51 (+0,42%)
     
  • DOW JONES

    35.084,53
    +153,60 (+0,44%)
     
  • FTSE

    7.078,42
    +61,79 (+0,88%)
     
  • HANG SENG

    26.315,32
    +841,44 (+3,30%)
     
  • NIKKEI

    27.457,69
    -324,73 (-1,17%)
     
  • NASDAQ

    14.844,50
    -193,25 (-1,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0222
    -0,0183 (-0,30%)
     

Coritiba passa por mudanças na área administrativa

·1 minuto de leitura


Através de dois comunicados emitidos pelo Coritiba no início da tarde dessa segunda-feira (14), o clube movimentou a área administrativa com a mudança na presidência e também na gerência da área de Mercado, Captação e Prospecção.

>Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

No caso do posto executivo máximo, o eleito Renato Follador segue internado com Covid-19 desde o dia 1° de junho em quadro clínico que apresentou piora considerável na última semana ao ponto da necessidade de intubação. Com isso, o vice-presidente Juarez Moraes e Silva foi nomeado pelo Conselho Administrativo como presidente interino até a plena recuperação de Follador.

Já pensando na área que visa a possibilidade de bons valores serem agregados a categoria de base ou mesmo ao profissional do Verdão, Thiago Gasparino deixa a gerência onde, segundo informou o comunicado oficial, ele irá seguir "em um novo projeto pessoal e profissional".

As modificações na parte organizacional do Coritiba ocorrem na semana onde o time terá uma partida de suma importância válida pela terceira fase da Copa do Brasil.

Depois de perder no Couto Pereira por 1 a 0 para o Flamengo, a equipe de Gustavo Morínigo enfrenta os cariocas no embate decisivo da próxima quarta-feira (16) tendo de vencer por pelo menos um gol de diferença para forçar as penalidades máximas. Em caso de triunfo no Maracanã por dois gols de diferença, a classificação viria no tempo normal.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos