Mercado fechado

Corinthians precisa de um técnico "pé na porta" ou um "parça" do elenco?

Alexandre Praetzel
·1 minuto de leitura
Coelho tem bom discurso, mas poucos resultados e bons desempenhos do time. Foto: Diogo Reis/AGIF
Coelho tem bom discurso, mas poucos resultados e bons desempenhos do time. Foto: Diogo Reis/AGIF

O Corinthians segue mais perto da zona de rebaixamento da Série A com o empate de 0 a 0 com o Red Bull/Bragantino. O resultado deixou o Corinthians com 14 pontos na 13ª colocação, dois a mais do que o próprio Bragantino, 17º lugar.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Mais uma vez, o Corinthians foi um time lento no primeiro tempo e acelerado na segunda etapa, criando pouco e correndo demais. É verdade que o time conseguiu ficar sem levar gols por duas partidas consecutivas, mas isso é muito pouco para quem não consegue finalizar. O goleiro Júlio César foi menos exigido do que Cássio, repetindo o que já havia acontecido na quarta-feira, no tropeço com o Atlético-GO, dentro de casa.

Em 2020, Corinthians tem pior desempenho em Itaquera

Palmeiras recusou R$ 230 milhões por joias da base

Beting: Copa do Brasil equilibradíssima

O zagueiro Danilo Avelar saiu de campo valorizando o ponto ganho, mas minimizando mais um desempenho comum e regular. As conquistas de títulos na década parece que anestesiaram esse elenco, com pouca fome e competitividade. A sorte é que o Bragantino errou bastante e também faz uma campanha pífia, pela estrutura disponibilizada a um grupo apenas razoável.

Parece que Coelho voltará para o Sub-20 e um novo técnico chegará. Recebi a informação de que o presidente Sanchez quer um nome “forte” para aumentar as cobranças aos atletas. Neste perfil, há Dunga e Émerson Leão. Talvez sejam suficientes para uma sacudida até dezembro, quando um novo presidente vai assumir o clube. Óbvio que os dois têm prazos de validades curtos, ainda mais numa realidade onde jogadores mandam muito mais do que treinadores, numa gestão temerária. A ver.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos