Mercado abrirá em 8 h 4 min
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    62.082,89
    +904,47 (+1,48%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Corinthians domina Palmeiras em Itaquera e leva o tri no Brasileirão feminino: 3 a 1

·2 minuto de leitura

O Corithians é tricampeão brasileiro no futebol feminino. Em clássico disputado na Neo Quimíca Arena, em Itaquera, as alvinegras voltaram a vencer as rivais do Palmeiras, num 3 a 1 com autoridade, e ficaram com o terceiro título em cinco finais disputadas da competição. A atacante Adriana foi o grande nome da partida, que teve golaço de Vic Albuquerque, de bicicleta.

Sob os olhares da técnica Pia Sundhage, da seleção brasileira, o equilíbrio que a primeira partida da decisão apresentou há duas semanas até se repetiu no início do segundo, jogo, neste domingo, mas durou pouco. O primeiro gol do Corinthians desestabilizou o rival Palmeiras e abriu caminho para o título.

A estratégia do Palmeiras foi de tentar sufocar as corintianas em seu próprio campo, adiantando a marcação e evitando a troca de passes. A proposta funcionou de início e as alviverdes apresentaram mais volume de jogo, mas não conseguiram criar chances claras de gol. A melhores chances foram em chutes de longe.

O cenário logo desmoronou. Adriana recebeu lançamento da defesa, aproveitou a falha na interceptação de Tainara, driblou a goleira Jully e finalizou para o gol. Quem acabou desviando para as redes foi Agunstina, contra.

A partir dali, o Corinthians dominaria a partida e mataria o jogo já no primeiro tempo. Yasmim lançou à frente, Adriana voltou a aparecer pela direita e bateu firme, no ângulo de Jully, para fazer 2 a 0. Mas o gol mais bonito da partida viria com Vic Albuquerque. A meia dominou um cruzamento de Ingryd no meio da grande área e virou uma bicicleta para fazer 3 a 0 já no fim do primeiro tempo.

No segundo tempo, o técnico Ricardo Belli, do Palmeiras, tentou adiantar a equipe com a entrada de Duda Santos no intervalo. As corintianas até diminuíram o ritmo, mas marcavam bem a saída de bola das alviverdes, que pouco conseguiram criar. A equipe da casa era perigosa nos contra-ataques, e chegou a marcar o segundo com Vic, mas a arbitragem viu impedimento.

Quem acabou encontrando o pouco espaço deixado pelas alvinegras foi a lateral Camilinha. A jogadora acertou belo chute de fora da área, que ainda bateu no travessão. Mas naquela altura a virada já era improvável. Com a vitória encaminhada, as corintianas controlaram a reta final da partida antes de fazer a festa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos