Mercado fechará em 6 h 58 min
  • BOVESPA

    111.183,95
    0,00 (0,00%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.377,47
    +695,28 (+1,52%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,51
    +0,23 (+0,38%)
     
  • OURO

    1.716,90
    +1,10 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    49.366,27
    -2.153,68 (-4,18%)
     
  • CMC Crypto 200

    990,29
    +3,08 (+0,31%)
     
  • S&P500

    3.819,72
    -50,57 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    31.270,09
    -121,43 (-0,39%)
     
  • FTSE

    6.624,84
    -50,63 (-0,76%)
     
  • HANG SENG

    29.236,79
    -643,63 (-2,15%)
     
  • NIKKEI

    28.930,11
    -628,99 (-2,13%)
     
  • NASDAQ

    12.638,25
    -43,50 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7578
    -0,0209 (-0,31%)
     

Corinthians comemora 91 anos de título que virou trecho do hino: 'Campeão dos Campeões'

LANCE!
·1 minuto de leitura


“Salve o Corinthians, o Campeão dos Campeões”. Essa é a frase que abre o hino oficial do Corinthians, mas de onde surgiu a expressão tão cantada pela Fiel é algo que nem todos sabem: foi de um importante título conquistado pelo clube há exatamente 91 anos, quando vivia uma das melhores fases da sua história.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão clicando aqui

GALERIA
> Os melhores! Confira a Seleção do Brasileirão eleita pela redação do LANCE!

Em 1930, a Apea (Associação Paulista de Esportes Atléticos) resolveu promover uma disputa entre os campeões Paulista e Carioca de 1929. Assim, o Corinthians, que vinha de um bicampeonato estadual em 1928/29, e o Vasco, premiado no estado do Rio de Janeiro, disputaram a Taça Apea em melhor de três partidas.

No primeiro embate, no dia 16 de fevereiro, o Timão venceu por 4 a 2, na Fazendinha. O segundo foi realizado no dia 23 de fevereiro, em São Januário. Nele, o Vasco começou melhor e fez 2 a 0. Tudo se encaminhava para a disputa do terceiro jogo, mas a 18 minutos do apito final o Alvinegro virou o placar, vencendo a partida por 3 a 2.

Com gols de De María, Peres e Gambinha em 15 minutos, o Timão venceu o Vasco em um São Januário lotado, superando o adversário pela segunda vez, e assim conquistou a Taça Apea sem a necessidade do terceiro jogo. Por isso, o Corinthians passou a ser conhecido como o “Campeão dos Campeões” – a equipe ainda conquistaria o tri estadual em 1930.

A alcunha foi tão importante para o momento histórico que ela foi, inclusive, eternizada no hino do clube. A composição de Lauro D’Ávila, feita em 1951, coloca a frase “o Campeão dos Campeões” logo no segundo verso.