Mercado abrirá em 3 h 34 min
  • BOVESPA

    107.937,11
    -1.004,57 (-0,92%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.890,59
    -708,79 (-1,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,84
    +0,53 (+0,64%)
     
  • OURO

    1.841,50
    -0,20 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    36.359,99
    +1.226,10 (+3,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    827,05
    +16,45 (+2,03%)
     
  • S&P500

    4.410,13
    +12,19 (+0,28%)
     
  • DOW JONES

    34.364,50
    +99,13 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.344,62
    +47,47 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    24.243,61
    -412,85 (-1,67%)
     
  • NIKKEI

    27.131,34
    -457,03 (-1,66%)
     
  • NASDAQ

    14.275,25
    -225,75 (-1,56%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2156
    -0,0131 (-0,21%)
     

Corinthians bate São Paulo no fim e leva Paulista feminino com público recorde

·2 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Corinthians ampliou sua hegemonia no futebol feminino conquistando um título do jeito de que sua torcida tanto gosta. Foi só nos acréscimos que o time alvinegro chegou ao gol de que precisava para conquistar o Campeonato Paulista sobre o São Paulo, na Neo Química Arena.

O chute de Adriana aos 45 minutos do segundo tempo definiu a vitória por 3 a 1 da equipe preta e branca, que havia perdido o jogo de ida por 1 a 0. O lance foi festejado pelos 30.077 espectadores presentes em Itaquera, público recorde em uma partida de equipes femininas do Brasil.

Foi o terceiro título da temporada do Corinthians, que já havia triunfado no Campeonato Brasileiro e na Copa Libertadores. Desde 2016, quando reativou a modalidade, o clube acumulou múltiplos troféus e se estabeleceu como grande força do país.

Na jornada decisiva, partindo em desvantagem decisão, o Corinthians partiu para cima no primeiro tempo e construiu ampla superioridade. A meia Gabi Zanotti foi escalada como centroavante e cumpriu muito bem a função, balançando a rede duas vezes.

Aos 25 minutos, a camisa 10 recebeu na meia-lua e bateu de primeira, no canto esquerdo, marcando bonito gol. Aos 34, Tamyres foi acionada na área, pela esquerda, e cruzou rasteiro para a artilheira da noite completar.

Pintava uma goleada para o Corinthians, que acertou o travessão com Diany. Mas, aos 48, a goleira Natascha falhou terrivelmente na saída de bola e ofereceu o gol para Naná, que deixou empatado o placar agregado da final.

O lance mudou a cara do jogo, equilibrado após o intervalo. O São Paulo chegou a balançar o travessão, em cabeceio de Gláucia, mas o público recorde não se decepcionou. Aos 45, Adriana recebeu na entrada da área e bateu no cantinho, de pé esquerdo, para decidir o campeonato.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos