Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,88 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,40 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,35
    +0,07 (+0,06%)
     
  • OURO

    1.845,10
    +3,00 (+0,16%)
     
  • BTC-USD

    29.912,35
    +476,11 (+1,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    650,34
    -23,03 (-3,42%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,80 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,54 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,23 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.838,00
    -2,75 (-0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1406
    -0,0782 (-1,50%)
     

Coreia do Norte pode realizar teste nuclear ainda este mês, segundo os EUA

Aparelho de TV em estação de de trem de Seul exibe imagens de arquivo de teste de míssil da Coreia do Norte (AFP/Jung Yeon-je) (Jung Yeon-je)

Os Estados Unidos afirmaram, nesta sexta-feira (6), que acreditam que a Coreia do Norte pode estar preparando um teste nuclear ainda este mês, o primeiro desde 2017.

"Os Estados Unidos avaliam que a DPRK está preparando seu local de teste em Punggye-ri e pode estar pronta para testar lá ainda este mês", disse a porta-voz do Departamento de Estado, Jalina Porter, referindo-se à Coreia do Norte por seu nome oficial.

O Departamento de Estado tornou pública sua avaliação em meio à crescente frustração dos EUA com a Coreia do Norte, que lançou uma série de testes de mísseis.

"Esta avaliação é consistente com as declarações públicas recentes da própria DPRK", afirmou Porter.

"Compartilhamos esta informação com aliados e parceiros, com quem continuaremos em estreita coordenação", destacou.

O presidente americano, Joe Biden, viajará no final do mês ao Japão e Coreia do Sul, onde as preocupações sobre as ações de Pyongyang devem ocupar lugar de destaque na agenda.

Um teste da Coreia do Norte poderia coincidir com a visita de Biden ou com a posse em 10 de maio na Coreia do Sul do presidente eleito Yoon Suk-yeol, que prometeu adotar uma linha mais dura contra seu vizinho comunista.

A Coreia do Norte já lançou seis testes nucleares antes de adotar uma incomum diplomacia de alto perfil com os Estados Unidos durante o mandato do ex-presidente republicano Donald Trump (2017-2021), que se reuniu três vezes com o líder Kim Jong Un.

Apesar das declarações pomposas de Trump sobre sua conexão com Kim, suas reuniões não resultaram em nenhum acordo permanente sobre o desmonte do programa nuclear norte-coreano.

A Coreia do Norte demonstrou pouco interesse em retomar as negociações com o governo Biden, que apoia a diplomacia com Pyongyang, mas a nível de trabalho.

sct/bfm/aa/jc

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos