Mercado abrirá em 2 h 45 min
  • BOVESPA

    108.232,74
    +1.308,56 (+1,22%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.563,98
    +984,08 (+1,98%)
     
  • PETROLEO CRU

    114,74
    +0,54 (+0,47%)
     
  • OURO

    1.825,90
    +11,90 (+0,66%)
     
  • BTC-USD

    30.559,19
    +900,32 (+3,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    686,07
    +443,39 (+182,71%)
     
  • S&P500

    4.008,01
    -15,88 (-0,39%)
     
  • DOW JONES

    32.223,42
    +26,76 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.535,00
    +70,20 (+0,94%)
     
  • HANG SENG

    20.602,52
    +652,31 (+3,27%)
     
  • NIKKEI

    26.659,75
    +112,70 (+0,42%)
     
  • NASDAQ

    12.530,50
    +285,75 (+2,33%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2850
    +0,0045 (+0,09%)
     

Hackers da Coreia do Norte roubaram R$ 2,2 bilhões em criptomoedas em 2021

·1 min de leitura
Segundo a Chainalysis, cibercriminosos vindos da Coreia do Norte roubaram cerca de US$ 400 milhões em criptomoedas em 2021. Foto: Getty Images.
Segundo a Chainalysis, cibercriminosos vindos da Coreia do Norte roubaram cerca de US$ 400 milhões em criptomoedas em 2021. Foto: Getty Images.
  • Em 2021, hackers norte-coreanos roubaram quase US$ 400 milhões em criptomoedas;

  • Em 2020, apenas quatro hacks associados ao país aconteceram, contra sete em 2021;

  • O bitcoin (BTC) configura menos de ¼ dos fundos roubados, enquanto a maioria é em ether (ETH).

Segundo a Chainalysis, empresa de análise em blockchain, cibercriminosos norte-coreanos realizaram sete ataques a plataformas de criptomoedas em 2021, rendendo cerca de US$ 400 milhões de criptoativos, o equivalente a R$ 2,2 bilhões.

Em 2020, apenas quatro hacks aconteceram associados à região, contra os sete registrados em 2021.

Leia também:

A Chainalysis afirma que o valor dos ataques também aumentou em 40% de 2020 para 2021. Ainda assim, vale lembrar do crescimento de 303% do preço do bitcoin (BTC) durante o período, enquanto o ether (ETH), segunda maior criptomoeda, subiu 472%.

De acordo com dados da empresa, o bitcoin configura menos de ¼ dos fundos roubados de criptoativos furtados pelo país asiático. A maioria de fundos, 58%, são compostos por ether.

Lazarus Group

O grupo de hackers à disposição do país se chama Lazarus Group e é liderado pela Reconnaissance General Bureau, agência de inteligência da Coreia do Sul à disposição do norte.

A quadrilha se popularizou após ataques feitos contra a WannCry e a Sony Pictures. Desde 2018, os cibercriminosos vêm roubando e lavando grandes quantias de moedas virtuais.

Por causa do alto número de fundos lavados e não lavados em mãos da Coreia do Norte, a Chainalysis definiu o país como uma “nação que apoia crimes com criptomoedas em enorme escala”.

As informações são do Decrypt.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos