Copom projeta que preço da gasolina suba 5% em 2013

Passado 2012 inteiro sem alterações nas projeções para os preços da gasolina, o Banco Central voltou nesta quinta-feira a mexer em seu prognóstico para o combustível. De acordo com a ata do Comitê de Política Monetária (Copom), o litro do produto deve subir cerca de 5% este ano. A última vez que o documento trouxe alguma menção de variação desse preço foi no da reunião de 29 e 30 de novembro de 2011, quando a estimativa de alta era de 6,7%. A variação já era prevista no encontro realizado em outubro daquele mesmo ano.

Um aumento dos preços da gasolina já está na conta dos analistas do mercado financeiro, uma vez que, nos bastidores, o governo já admite que aplicará um reajuste. A elevação também é uma demanda recorrente da Petrobras, que vê os preços internos cada vez mais descolados dos comercializados no mercado internacional. A expectativa é a de que a alta do preço da gasolina venha acompanhada, pelo menos da sinalização, do aumento da mistura do etanol no combustível.

Atualmente, o mix pode chegar a até 20%, mas o teto deve subir para 25%. Uma fatia maior de álcool na gasolina é uma forma que o governo encontrou de baratear o preço final ao consumidor. Para que isso aconteça, porém, é preciso que haja oferta abundante de biocombustível, o que tiraria a pressão dos preços. O auge da safra de cana é historicamente em junho, mas se as condições climáticas permitirem, um aumento significativo de oferta, a ponto de baixar os preços, pode ser visto a partir de abril.

Carregando...