Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.011,76
    +762,72 (+0,71%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.668,03
    -410,67 (-0,80%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,42
    -1,04 (-1,46%)
     
  • OURO

    1.810,60
    +9,10 (+0,51%)
     
  • BTC-USD

    17.154,13
    -86,43 (-0,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    403,71
    -2,53 (-0,62%)
     
  • S&P500

    3.959,61
    -3,90 (-0,10%)
     
  • DOW JONES

    33.698,67
    -82,81 (-0,25%)
     
  • FTSE

    7.476,63
    +4,46 (+0,06%)
     
  • HANG SENG

    19.900,87
    +450,64 (+2,32%)
     
  • NIKKEI

    27.901,01
    +326,58 (+1,18%)
     
  • NASDAQ

    11.672,50
    +27,00 (+0,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5341
    +0,0335 (+0,61%)
     

Cópia do Instagram sem publicidade é expulsa da App Store um dia após lançamento

Cópia do Instagram sem publicidade é expulsa da App Store um dia após o lançamento
Cópia do Instagram sem publicidade é expulsa da App Store um dia após o lançamento
  • O OG App prometia um feed sem anúncios, parecido com a experiência original do Instagram;

  • A equipe da OG também foi banida permanentemente do Facebook e Instagram;

  • A versão Android do aplicativo ainda está disponível.

Um aplicativo “clone” do Instagram , chamado “The OG App”, que prometia um feed sem anúncios mais parecido com a experiência original do Instagram, foi retirado da App Store da Apple apenas um dia após o lançamento oficial. A versão Android do aplicativo ainda está disponível.

“Este aplicativo viola nossas políticas e estamos tomando todas as medidas de fiscalização apropriadas”, disse um porta-voz da Meta em comunicado.

“Um site clone é um site de terceiros que duplica, no todo ou em parte, o conteúdo de um site existente”, explica a Meta.

No Twitter, os desenvolvedores do The OG App disseram que toda a sua equipe foi banida permanentemente do Facebook e Instagram como resultado de seus vínculos com o serviço.

“Os usuários merecem o direito de controlar o que consomem, e a OG continuará defendendo e lutando por esse direito”, disse Hardik Patil, um dos fundadores do aplicativo. Ele ainda disse que não recebeu nenhuma comunicação direta de Meta.

De acordo com uma reportagem do site TechCrunch, o OG App estava em andamento há mais de um ano Os fundadores do aplicativo disseram à publicação que queriam fornecer uma versão “mais limpa” do Instagram sem publicidade. O aplicativo apresentava feeds personalizáveis ​​sem postagens sugeridas e outros recursos mais recentes que às vezes eram controversos entre os usuários de longa data do Instagram.

As políticas da Meta há muito proíbem esse tipo de prática a partir do Instagram e, nos últimos anos, a empresa entrou com uma série de ações contra desenvolvedores que violam suas regras, incluindo aqueles que proíbem sites clones. Ao mesmo tempo, a empresa também foi acusada de usar essas mesmas políticas para impedir as tentativas legítimas de pesquisadores de estudar a plataforma.