Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.933,78
    -180,15 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.072,62
    -654,36 (-1,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,47
    +0,09 (+0,14%)
     
  • OURO

    1.770,60
    0,00 (0,00%)
     
  • BTC-USD

    56.028,51
    -84,34 (-0,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.273,66
    -25,30 (-1,95%)
     
  • S&P500

    4.163,26
    -22,21 (-0,53%)
     
  • DOW JONES

    34.077,63
    -123,04 (-0,36%)
     
  • FTSE

    7.000,08
    -19,45 (-0,28%)
     
  • HANG SENG

    29.106,15
    +136,44 (+0,47%)
     
  • NIKKEI

    29.685,37
    +2,00 (+0,01%)
     
  • NASDAQ

    13.901,50
    +4,25 (+0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6760
    -0,0101 (-0,15%)
     

Copel vê lucro líquido saltar 88% no 4° tri com ajuda de geração térmica

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - A estatal paranaense Copel registrou lucro líquido de 1,12 bilhão de reais no quarto trimestre, com forte alta de 88% em base anual, impulsionado pela venda da produção de sua termelétrica de Araucária, por suas operações no mercado livre de energia e pelo crescimento do mercado de sua distribuidora.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) da elétrica somou 1,3 bilhão de reais no período, avanço de 26,5% frente ao mesmo trimestre do ano anterior.

No ano completo de 2020, a Copel viu o lucro líquido disparar 89,5%, para 3,9 bilhões de reais, segundo balanço divulgado nesta quinta-feira.

Segundo a Copel, os ganhos tiveram efeito positivo pela reclassificação contábil referente à operação descontinuada de sua unidade Copel Telecom, que foi vendida em leilão realizado em novembro. Sem isso, o lucro líquido consolidado teria sido de 1 bilhão, com alta de 65,7% em base anual.

Com negócios em geração, transmissão, distribuição e comercialização de energia, a Copel somou uma receita operacional líquida de 5,6 bilhões de reais entre outubro e dezembro, alta de 30,8% ano a ano.

Em 2020 como um todo, a receita líquida atingiu 18,6 bilhões, alta de 17,4%.

A Copel disse que os resultados foram ajudados pela comercialização de 564 GWh de energia produzida por sua termelétrica de Araucária no quarto trimestre e do maior volume de energia vendida em contratos bilaterais no mercado livre de eletricidade por sua subsidiária Copel Mercado Livre.

A companhia relatou também aumento de 3,3% no mercado fio de sua unidade de distribuição, a Copel-D.

A dívida líquida da Copel ao final de 2020 era de 6,4 bilhões de reais, contra 8,25 bilhões em dezembro de 2019.

INVESTIMENTOS

O programa de investimentos da Copel em 2020 alcançou desembolsos totais de 1,84 bilhão de reais, com 620 milhões no último trimestre. A unidade Copel Distribuição recebeu aportes de 1,28 bilhão no ano e 453,8 milhões no trimestre.

A companhia projetou para 2021 investimentos de 1,9 bilhão de reais. Desse valor, 1,2 bilhão de reais deverão ser aplicados na distribuidora do grupo. O complexo eólico Jandaíra deverá receber 270 milhões de reais.

(Por Luciano Costa)