Mercado fechará em 6 mins
  • BOVESPA

    130.006,69
    -201,27 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.942,40
    -87,14 (-0,17%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,24
    +1,36 (+1,92%)
     
  • OURO

    1.860,00
    -5,90 (-0,32%)
     
  • BTC-USD

    39.861,59
    +187,15 (+0,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    994,43
    -16,17 (-1,60%)
     
  • S&P500

    4.245,76
    -9,39 (-0,22%)
     
  • DOW JONES

    34.290,94
    -102,81 (-0,30%)
     
  • FTSE

    7.172,48
    +25,80 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    28.638,53
    -203,60 (-0,71%)
     
  • NIKKEI

    29.441,30
    +279,50 (+0,96%)
     
  • NASDAQ

    14.034,50
    -90,25 (-0,64%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1160
    -0,0155 (-0,25%)
     

Copel GT assina contrato para compra de complexo eólico no Nordeste por R$1,06 bi

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - A Copel Geração e Transmissão, da elétrica Copel, assinou contrato para a compra de 100% do Complexo Eólico Vilas, localizado em Serra do Mel (RN) e atualmente pertencente à Voltalia Brasil, informou a companhia paranaense nesta segunda-feira.

O empreendimento possui 186,7 megawatts (MW) de capacidade instalada e o valor da transação é de 1,059 bilhão de reais, de acordo com fato relevante publicado pela Copel.

O complexo, já totalmente em operação, é formado por um conjunto de cinco parques eólicos e possui fator de capacidade de 56,9%, com energia certificada (P50) de 106,3 MW médios, disse a Copel.

A empresa acrescentou que parte da eletricidade gerada pelo empreendimento já foi comercializada no mercado regulado, com início de suprimento em 2023 e 2024 e prazo de 20 anos, enquanto no ambiente livre cerca de 51% da energia certificada já está contratada até 2030, restando 13% de energia disponível para novos contratos.

"Com a aquisição, a capacidade instalada de geração eólica da companhia será incrementada em 29%, com a mesma estrutura de gestão operacional, permitindo assim uma sinergia operacional com demais empresas do grupo que compartilham a mesma estrutura", disse a Copel.

O fechamento da transação ocorrerá em 30 de novembro de 2021, após cumprimento de condições precedentes.

(Por Gabriel Araujo)