Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.575,47
    +348,38 (+0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.674,30
    -738,17 (-1,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,53
    -0,18 (-0,39%)
     
  • OURO

    1.788,10
    -23,10 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    18.048,85
    +280,79 (+1,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    333,27
    -4,23 (-1,25%)
     
  • S&P500

    3.638,35
    +8,70 (+0,24%)
     
  • DOW JONES

    29.910,37
    +37,90 (+0,13%)
     
  • FTSE

    6.367,58
    +4,65 (+0,07%)
     
  • HANG SENG

    26.894,68
    +75,23 (+0,28%)
     
  • NIKKEI

    26.644,71
    +107,40 (+0,40%)
     
  • NASDAQ

    12.257,50
    +105,25 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3746
    +0,0347 (+0,55%)
     

O São Paulo voltou: 3 x 0 Flamengo

Mauro Beting
·3 minuto de leitura
Luciano e o São Paulo semifinalista FOTO Andre Penner-Pool/Getty Images
Luciano e o São Paulo semifinalista FOTO Andre Penner-Pool/Getty Images

O São Paulo fez uma festa de título com a grande vitória contra o irreconhecível campeão da América e do Brasil dirigido por Rogério Ceni.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Exagero? Não. Alegria. SEMPRE JUSTIFÍCÁVEL! (AQUI JAMAIS VOCÊ TERÁ UM BEDEL DE SENTIMENTOS. AINDA MAIS ALHEIOS. Não vou na festa de aniversário de um ano de um filho de amigo meu dizer que ele não tem motivo para fazer festa por isso. Não vou ser sommelier de alegrias alheias).

Leia também:

A mesma festa belíssima que (irresponsavelmente) tricolores sem máscara fizeram antes da chegada do São Paulo ao estádio (bonita como a dos rubro-negros do mesmo modo sem modos e máscaras fizeram no Maracanã na semana passada...), o time de Diniz mereceu pela eficiência absoluta que teve na segunda etapa dos largos 3 a 0.

O primeiro tempo mais uma vez é para esquecer para os dois lados - ainda que compreensível pelo atropelo de compromissos de atletas e times. O São Paulo fez o dele: esperou um Flamengo que não veio no seu 4-4-2. Sem Pedro e Gabriel Barbosa, sem o Bruno Henrique de 2019, sem o melhor de Arrascaeta, com o pior de Michael, e Gerson tentando fazer de tudo e não conseguindo como na temporada exuberante e histórica. Nada produziu na primeira etapa. O São Paulo só teve uma escapada de Brenner que parou nas mãos de Diego Alves.

No intervalo, Ceni fez o esperado: Everton Ribeiro enfim em campo, menos de 24 horas depois de ter atuado muito bem por 91 minutos contra o Uruguai, no Centenário. Mas não deu 2 minutos e Luciano já fez um. Nem 10 e ele marcou o segundo, em belo passe de Reinaldo livre e solto como estava o artilheiro solto e livre pelo falho sistema defensivo rubro-negro.

O jogo só não acabou ali por Vitinho tentar acabar de vez quando bateu torto um tiro de meta em vez de um tiro da marca penal. Ali o Flamengo acabou de vez como Ceni pedia para o jogo acabar antes do fim. Depois de mais um erro de bola recuada (desta vez pelo improvisado zagueiro Arão) para Pablo marcar um belo gol. Um daqueles que ele e o São Paulo pareciam perder em 2020. E 2019. E 2018 até 2012. Mas que ele marcou com a categoria que tem. E que o Tricolor parecia não ter em outas decisões.

Só contra o Lanús, no segundo tempo eliminado no Morumbi, o time de Diniz criou e desperdiçou mais chances que as 8 que teve em 180 minutos contra o Flamengo. Tudo que o São Paulo absurdamente perdia agora absurdamente acerta: marcou 5 gols em 8 oportunidades.

E segue vivo. Vivíssimo.

O Flamengo que tudo podia e prometia para 2020 fica na Copa do Brasil que é “perdível” para quem defende mais um Brasileiro e mais uma Libertadores. É péssimo pelo dinheiro que entraria. Mas é superável pelos próximos compromissos.

O problema é saber qual Flamengo vai jogar. E como vai jogar.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos