Contrato para Rodoanel será assinado em dezembro

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou nesta quinta-feira que a construção do tramo Norte do Ferroanel de São Paulo junto ao Trecho Norte do Rodoanel irá gerar uma economia de pelo menos R$ 1,5 bilhão ao governo federal. Após reunião com o ministro dos Transportes, Paulo Passos, Alckmin anunciou que o contrato para a construção da parte norte do Rodoanel paulista será assinado junto ao DNIT na última semana de dezembro.

"Essa é a última obra que falta começar para concluirmos os 175 quilômetros do Rodoanel. Em 16 meses, devemos completar o trecho leste, que já está em obras, e em 36 meses, terminaremos também a parte norte", disse Alckmin.

O governador destacou ainda a importância da construção do Ferroanel, que foi incluído pelo governo federal no pacote de ferrovias anunciado em agosto deste ano. Segundo ele, essas novas linhas ajudarão a retirar os trens de carga de até 1.200 metros de comprimento que passam todos os dias por dentro da capital paulista. "O Ferroanel tem que estar pronto até 2015. Não há mais como passar veículos de carga nas vias de transporte metropolitanas que carregam quase 3 milhões de passageiros todos os dias", acrescentou o governador.

Além do Tramo Norte e do Tramo Sul do Ferroanel, o governador pretende licitar uma linha para transporte de carga ao lado dos trilhos do Expresso Jundiaí São Paulo. "Realizar essas obras no mesmo espaço facilita a obtenção de licenças ambientais e gera uma grande economia com desapropriações", acrescentou Alckmin. O governador disse também que o governo paulista deve licitar na próxima semana a linha de trem entre o aeroporto de Guarulhos e a estação do Brás, em São Paulo, com integração para outras linhas do metrô e do transporte metropolitano.

Carregando...