Mercado fechado
  • BOVESPA

    118.811,74
    +1.141,84 (+0,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.352,18
    -275,49 (-0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,63
    +0,31 (+0,52%)
     
  • OURO

    1.732,60
    -12,20 (-0,70%)
     
  • BTC-USD

    59.973,45
    +58,66 (+0,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.284,17
    -10,42 (-0,80%)
     
  • S&P500

    4.127,99
    -0,81 (-0,02%)
     
  • DOW JONES

    33.745,40
    -55,20 (-0,16%)
     
  • FTSE

    6.889,12
    -26,63 (-0,39%)
     
  • HANG SENG

    28.453,28
    -245,52 (-0,86%)
     
  • NIKKEI

    29.538,73
    -229,33 (-0,77%)
     
  • NASDAQ

    13.824,75
    -4,75 (-0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8277
    +0,0635 (+0,94%)
     

Contrato do atacante Robinho com o Santos termina neste domingo

LANCE!/DIÁRIO DO PEIXE
·2 minuto de leitura


A "quarta passagem" de Robinho chega ao fim neste domingo sem o atacante ter disputado uma partida sequer pelo clube e de forma silenciosa, sem a alegria que sempre marcou a trajetória do jogador no clube. Condenado em segunda instância na Itália por participação em um estupro coletivo, o atacante, de 37 anos, mantém a forma em Santos e ainda não tem o futuro definido.

>> Confira a classificação final do Campeonato Brasileiro

Robinho foi anunciado como reforço do Santos no dia 10 de outubro. Na época, assinou um contrato com salário simbólico. O Peixe correu para registrá-lo na CBF nos poucos dias em que ficou livre dos transferbans da Fifa e ele apareceu no BID no dia 12 de outubro, com direito a plantão da CBF em pleno feriado para o registro.

No entanto, após a repercussão negativa entre os torcedores e pressão dos patrocinadores (a Orthopride chegou a rescindir o contrato), a diretoria do Santos decidiu suspender o contrato do jogador que, na época, ainda estava em condenado em primeira instância e recorria da decisão do Tribunal de Milão, na Itália.

No dia 10 de dezembro, o Tribunal de Milão manteve a condenação do jogador a nove anos de prisão. A defesa de Robinho afirma que vai recorrer mais uma vez, mas o Santos manteve a suspensão do contrato.

No início do ano, o novo presidente do Peixe, Andrés Rueda, afirmou que tentaria negociar a rescisão do contrato do jogador, mas não houve acordo. O Santos tem dívidas com Robinho das três primeiras passagens pelo clube.

Revelado pelas categorias de base do clube, Robinho foi campeão brasileiro em 2002 e 2004. Voltou ao clube pela primeira vez em 2010 e foi campeão paulista e da Copa do Brasil. Em 2015, na sua terceira passagem, foi campeão paulista. Ele tem 253 jogos e 111 gols com a camisa do Peixe.