Mercado fechará em 2 h 18 min

Anti-vacina, cantora diz que prefere morrer de coronavírus

Foto: Reprodução/Instagram (@miamatangi)

Enquanto cientistas lutam atrás de uma vacina contra o novo coronavírus, a cantora britânica M.I.A. causou polêmica ao usar suas redes sociais para dizer que não tomaria a dose. No Twitter, a artista escreveu que se fosse contaminada pelo vírus escolheria morrer de Covid-19.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário

“Se eu tiver que escolher entre a vacina ou chip, eu escolheria a morte”, postou ela, deixando gente do mundo todo horrorizada. Em outra postagem, M.I.A falou que as pessoas não devem ter medo da doença e só precisar levar uma vida saudável, respirar fundo e acreditam que todas as vacinas que já tomaram na vida são suficientes para a proteção.

Leia também:

A cantora tem um filho de 11 anos e revelou que se arrependeu por ter vacinado o menino no passado. "Nos EUA eles fizeram eu vacinar meu filho antes de ser matriculado na escola. Foi a coisa mais difícil que fiz. Não ter escolha, como mãe. Nunca mais quero sentir aquilo de novo. Ele ficou tão doente por três semanas que os médicos tiveram que usar antibióticos para diminuir a febre das três vacinas", contou.

Segundo ela, que é totalmente contra o uso de vacinas, adultos podem optar por outros métodos de prevenção. “Você tem escolha por ser adulto e desejo saúde a todos vocês. A maior parte da ciência está aliada a negócios, que são aliados de bancos, que são aliados da tecnologia, que é nossa aliada e somos aliados do corona. O corona é aliado da ciência, então... o melhor é a prevenção”, opinou.

A opinião polêmica de M.I.A repercutiu nas redes sociais. Muitos falaram que ela foi irresponsável e publicou um desserviço em um momento de caos mundial. A cantora não voltou a falar sobre o assunto.