Mercado abrirá em 6 h 2 min

Contração da indústria na zona do euro perde força em fevereiro apesar de vírus, aponta PMI

LONDRES (Reuters) - A contração da indústria da zona do euro perdeu força no mês passado apesar do surto de coronavírus e seu impacto sobre as cadeias de oferta, em um sinal encorajador para o Banco Central Europeu conforme ele tenta estimular o crescimento, mostrou nesta segunda-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês).

O PMI de indústria do IHS Markit para a zona do euro subiu a 49,2 em fevereiro de 47,9 em janeiro, acima da preliminar de 49,1 e registrando a melhor leitura em um ano.

Embora tenha permanecido abaixo da marca de 50 que separa crescimento e contração pelo 13º mês, a leitura ficou acima da expectativa de manutenção em pesquisa da Reuters em relação à preliminar.

O subíndice de produção subiu a 48,7 de 48,0, nível mais alto desde maio.

"Apesar das notícias das empresas de que o surto de coronavírus afetou as cadeias de oferta e as vendas externas, fevereiro mostrou sinais encorajadores de que a contração da indústria da zona do euro está diminuindo", disse Chris Williamson, economista-chefe do IHS Markit.

(Reportagem de Jonathan Cable)