Mercado fechará em 3 h 4 min
  • BOVESPA

    111.603,14
    -2.191,14 (-1,93%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.575,96
    -616,37 (-1,18%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,05
    -0,56 (-0,77%)
     
  • OURO

    1.753,20
    -3,50 (-0,20%)
     
  • BTC-USD

    47.710,54
    -251,00 (-0,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.210,07
    -15,46 (-1,26%)
     
  • S&P500

    4.444,66
    -29,09 (-0,65%)
     
  • DOW JONES

    34.626,67
    -124,65 (-0,36%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1927
    +0,0079 (+0,13%)
     

Conteúdo monetizado do YouTube distribuiu US$ 30 bilhões a youtubers em 3 anos

·2 minuto de leitura

O Programa de Parcerias do YouTube foi lançado há mais de 14 anos e revolucionou a forma como os criadores de conteúdo ganham dinheiro com vídeos. Agora, o Google celebra a marca de 2 milhões de inscritos e muitos bilhões de dólares revertidos para eles: foram US$ 30 bilhões (cerca de R$ 150 bilhões) somente nos últimos três anos, ou uma média anual de US$ 5.000 por parceiro.

Segundo o YouTube, o número de novos canais que aderiram ao programa dobrou em 2020, na comparação com o ano anterior. Isso pode ter sido reflexo da pandemia, mas também mostra a força do principal programa de remuneração de vídeos do mundo junto aos criadores de conteúdo.

O site de vídeos celebra resultado expressivo no último semestre (Imagem: Divulgação/YouTube)
O site de vídeos celebra resultado expressivo no último semestre (Imagem: Divulgação/YouTube)

Dados da plataforma mostram que o número de canais que faturam mensalmente mais de seis dígitos aumentou 35% só nos Estados Unidos. Aqui no Brasil, não há números similares, mas o crescimento também deve ter ocorrido de modo elevado, embora em menor proporção.

A receita de anúncios da rede ultrapassou US$ 7 bilhões (R$ 35 bilhões) no segundo trimestre de 2021; simultaneamente a plataforma realizou o maior repasse aos canais no período.

A empresa ressalta que esses valores não ficam apenas concentrados no youtuber em si: o ecossistema criativo da plataforma é responsável por 345 mil empregos em tempo integral só nos EUA.

Mais formas de monetizar

Atualmente, o YouTube tem 10 recursos de monetização: Anúncios (ADS), Premium, Super Chat, Super Stickers, Super Thanks, Memberships, Merch (merchandising), Ingressos, BrandConnect e Funds. Outro grande esforço da empresa é o fundo de US$ 100 milhões reservados para subsidiar a produção de conteúdo no YouTube Shorts no biênio 2021-2022.

Ao longo do tempo, várias formas de monetizar foram criadas (Imagem: Reprodução/YouTube)
Ao longo do tempo, várias formas de monetizar foram criadas (Imagem: Reprodução/YouTube)

O site de vídeos ainda destaca os esforços para reduzir os vídeos que violam as políticas da plataforma, e que produzem uma experiência negativa para o usuário. Esse percentual fica entre 0,16% e 0,18%, ou seja, entre 16 e 18 visualizações de conteúdos irregulares a cada 10 mil visualizações no quarto trimestre de 2020.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos