Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.925,60
    -1.560,41 (-1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.457,55
    -227,31 (-0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,19
    -0,03 (-0,04%)
     
  • OURO

    1.814,70
    -0,50 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    16.988,83
    -173,08 (-1,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    403,09
    -3,06 (-0,75%)
     
  • S&P500

    4.076,57
    -3,54 (-0,09%)
     
  • DOW JONES

    34.395,01
    -194,76 (-0,56%)
     
  • FTSE

    7.558,49
    -14,56 (-0,19%)
     
  • HANG SENG

    18.736,44
    +139,21 (+0,75%)
     
  • NIKKEI

    27.803,17
    -422,91 (-1,50%)
     
  • NASDAQ

    12.017,75
    -45,00 (-0,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4602
    -0,0052 (-0,10%)
     

Contas fakes verificadas infestam o Twitter após chegada do Twitter Blue

Um dia após o lançamento do novo Twitter Blue com o selo de verificação "para todos", a rede social já está lotada de farsantes. Vários usuários mal-intencionados aproveitaram a distribuição irrestrita da etiqueta de autenticidade para se passar por marcas, políticos e criadores de conteúdo — alguns para fazer graça, outros para enganar o público.

Se passar por outra pessoa no Twitter ainda é uma ação passível de banimento — e a suspensão tende a acontecer bem rapidamente. Contudo, a internet é bem mais rápida em registrar as criações mais interessantes (e outras bem questionáveis) da comunidade e já existem prints eternos de algumas das peças dos fakes do Passarinho Azul.

“Rockstar Gamse” anuncia GTA VI

Elon “rnusk” quer voltar com a ex

Campanha questionável da "Nintendo"

O "Papa" aproveitando o Twitter

"Jesus" está no Twitter

O problema do verificado pago

No atual estado, é impossível distinguir usuários pagantes de contas verificadas por relevância no Twitter apenas olhando o selo de autenticidade. Para conferir a origem da etiqueta, o usuário precisa acessar a página do perfil e tocar sobre o ícone para conferir mais informações sobre ele — processo que não é nada intuitivo e pode induzir muita gente ao erro.

A disponibilidade ampla do selo de verificado pode gerar problemas — como já anda fazendo, pra bem além do "humor" dos posts listados aqui em cima. Em um exemplo mais sério, uma conta fake com verificado via Twitter Blue conseguiu fazer uma cópia visualmente idêntica do perfil oficial da Apple TV Plus usando o truque de trocar o caractere "l" minúsculo pelo "i" maiúsculo.

Já existem farsantes se passando pelo próprio Twitter, aliás. Neste caso, um assinante do Twitter Blue usou o selo para se passar pela conta oficial da rede social e divulgar esquemas de phishing com criptomoedas.

Atualmente, o Twitter vive um momento delicado em que há muitas contas com o selo de verificado garantido pela assinatura e não é fácil distinguir esses perfis de contas, de fato, relevantes. Agora é momento de ficar ainda mais cauteloso para o que circula na rede, principalmente se for compartilhado num print pouco legível.

A onda de contas fakes ficou tão séria que o Twitter suspendeu a distribuição do selo para contas novas. A medida é uma tentativa de reduzir a quantidade de perfis falsos na rede social e não há previsão de quando o serviço será normalizado.

No Brasil, o Twitter Blue ainda não está disponível, mas a assinatura por aqui custará R$ 25,90, segundo o que é possível verificar na página do Twitter na App Store. Não há previsão para lançamento do pacote no país.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: