Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.131,73 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,63 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,04
    -1,53 (-2,86%)
     
  • OURO

    1.827,70
    -23,70 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    37.276,44
    +258,15 (+0,70%)
     
  • CMC Crypto 200

    701,93
    -33,21 (-4,52%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,26 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.573,86
    +77,00 (+0,27%)
     
  • NIKKEI

    28.519,18
    -179,08 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    12.759,00
    -142,00 (-1,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3926
    +0,0791 (+1,25%)
     

Construtora espanhola vence leilão de rodovia no RS com deságio de 54,41%

NICOLA PAMPLONA
·3 minuto de leitura

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Com deságio de 54,41% em relação à tarifa máxima de pedágio, a construtora espanhola Sacyr Concessões venceu leilão nesta sexta (18) para operar 204,5 quilômetros de rodovias no Rio Grande do Sul. O contrato prevê investimentos de R$ 2,7 bilhões na duplicação de todo o trecho. Foi o primeiro de uma série de concessões de rodovias que o governo gaúcho pretende fazer nos próximos anos. Segundo o governador Eduardo Leite (PSDB) serão ao menos 1.150 quilômetros em quatro ofertas previstas para o fim de 2021. "O estado do Rio Grande do Sul está retomando um programa de concessões", disse Leite, em entrevista após o leilão. "Lá na década de 90 foi feito um programa de concessão de estradas, depois ficamos 23 anos sem licitar estradas." Em 2019, o governo leiloou também uma PPP (parceria público-privada) para os serviços de saneamento de Porto Alegre, projeto vencido pela Aegea Saneamento. Na lista de futuros leilões, além de rodovias e saneamento, há concessão de presídios e privatização de empresas estaduais. O trecho rodoviário concedido nesta sexta liga os municípios de Tabaí, a 75 quilômetros de Porto Alegre, a Santa Maria, na região central do estado. Atualmente, é operado pela companhia estadual Empresa Gaúcha de Rodovias. O edital estabeleceu como teto uma tarifa de pedágio de R$ 7,37. A proposta vencedora da Sacyr ofereceu R$ 3,36. Logo após o leilão, Leite comemorou a "redução substancial" na tarifa, mas em coletiva depois ele ressaltou que o número de praças de pedágio sobe de dois para cinco. Assim, o custo para quem trafega todo o trecho concedido subirá dos atuais R$ 14 para R$ 16,80. O governador defendeu, porém, que os investimentos previstos no edital vão melhorar a infraestrutura e as condições de tráfego. "Estamos muito satisfeitos, felizes pelo resultado, com um deságio de 53% na tarifa de pedágio", afirmou. "E temos a segurança que teremos um investimento robusto." O grupo vencedor já atua no Brasil em segmentos como o transporte ferroviário, com contratos dos metrôs de São Paulo e Fortaleza e da duplicação da Ferrovia Norte-Sul. O trecho rodoviário entre Tabaí e Santa Maria será sua primeira concessão rodoviária no país. Com operações em outros 30 países, atua também nos segmentos de saneamento e construção de hospitais. Ao fim de 2019, a empresa tinha uma carteira de projetos de 41,6 bilhões de euros (cerca de R$ 260 bilhões, pela cotação atual). Nesta sexta, após o leilão, representantes da empresa disseram que o Brasil está entre os focos de crescimento internacional nos próximos anos, diante da perspectiva de oferta de um grande número de concessões no país. Com a crise financeira agravada pela pandemia, os governos estaduais vêm acelerando vendas de ativos e concessões. Apenas no BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) têm 18 projetos já em estágio avançado, com previsão de investimentos de R$ 180 bilhões. A lista inclui desde a venda de empresas de energia e gás canalizado a concessões de serviços como saneamento, operação de presídios e cerca de 8.000 quilômetros de estrada. A maior delas, a concessão dos serviços de água e esgoto do Rio de Janeiro, está prevista para o primeiro trimestre de 2021.