Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.575,47
    +348,38 (+0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.674,30
    -738,17 (-1,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,53
    -0,18 (-0,39%)
     
  • OURO

    1.788,10
    -23,10 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    17.830,21
    +231,96 (+1,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    333,27
    -4,23 (-1,25%)
     
  • S&P500

    3.638,35
    +8,70 (+0,24%)
     
  • DOW JONES

    29.910,37
    +37,90 (+0,13%)
     
  • FTSE

    6.367,58
    +4,65 (+0,07%)
     
  • HANG SENG

    26.894,68
    +75,23 (+0,28%)
     
  • NIKKEI

    26.644,71
    +107,40 (+0,40%)
     
  • NASDAQ

    12.257,50
    +105,25 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3746
    +0,0347 (+0,55%)
     

Construtora BRZ e varejista Le Biscuit saem da fila do IPO; já são 20 desistências em 2020

Por Aluisio Alves
·2 minuto de leitura

Por Aluisio Alves

SÃO PAULO (Reuters) - A construtora BRZ e a rede de lojas de departamento Le Biscuit desistiram dos planos para listar ações na B3, elevando para 20 o número de cancelamento de planos de estreia na bolsa paulista em 2020, segundo dados da CVM nesta segunda-feira.

Ambas haviam pedido em agosto o registro para suas ofertas iniciais de ações (IPO). A Le Biscuit levantaria recursos para pré-pagar dívidas, reformar e expandir lojas, investir em TI, logística e reforçar o capital de giro. A operação da empresa com sede em Feira de Santana (BA) e que tem uma rede de 141 lojas, também serviria para sócios atuais venderem participação no negócio.

Já a BRZ, com sede em Minas, buscaria dinheiro da venda de ações novas para investir em novos projetos, antecipar permutas com donos de terrenos, reduzir o endividamento, investir em tecnologia e reforçar a liquidez.

As desistências sublinham como o cenário volátil do mercado de capitais tem atrapalhado planos de empresas de buscarem recursos na bolsa para financiar projetos de crescimento. Por um lado, 22 companhias já movimentaram cerca de 60 bilhões em IPOs neste ano, já o segundo melhor desde 2007. Por outro lado, as desistências atingem cifras inéditas.

Algumas das empresas que decidiram levar adiante seus planos de listagem inicial na B3 tiveram que se submeter a avaliações muito inferiores às pretendidas. É o caso do brechó online Enjoei, que estreou nesta segunda-feira, após ter precificado seu IPO na semana passada no piso da faixa estimada pelos coordenadores.

A ação da Enjoei ia na contramão em num dia de forte alta das bolsas no mundo todo nesta segunda-feira. Às 13:18, o Ibovespa avançava 2,48%, enquanto o papel da companhia, que não faz parte do índice, desabava certa de 9%.

Para esta segunda-feira, estão previstas as precificações de outros dois IPOs, o da produtora de equipamentos na geração de energia eólica Aeris Energy e o da petrolífera 3R Petroleum. Na terça-feira será a vez do preço da oferta da construtora Alphaville Urbanismo.