Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.376,35
    -737,80 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.006,11
    +197,55 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,48
    +1,77 (+2,31%)
     
  • OURO

    1.636,70
    +3,30 (+0,20%)
     
  • BTC-USD

    19.022,97
    -130,59 (-0,68%)
     
  • CMC Crypto 200

    436,79
    -22,35 (-4,87%)
     
  • S&P500

    3.647,29
    -7,75 (-0,21%)
     
  • DOW JONES

    29.134,99
    -125,82 (-0,43%)
     
  • FTSE

    6.984,59
    -36,36 (-0,52%)
     
  • HANG SENG

    17.860,31
    +5,17 (+0,03%)
     
  • NIKKEI

    26.571,87
    +140,32 (+0,53%)
     
  • NASDAQ

    11.339,25
    +23,00 (+0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1624
    -0,0170 (-0,33%)
     

Construção reacelera emprego mas projeta semestre difícil

***ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, BRASIL, 19.05.2021 - Novos prédios sendo construídos em São Paulo. (Foto: Karime Xavier/Folhapress)
***ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, BRASIL, 19.05.2021 - Novos prédios sendo construídos em São Paulo. (Foto: Karime Xavier/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A indústria de construção voltou a acelerar a criação de empregos em julho, segundo relatório do Sinduscon-SP com base nos dados do Caged.

Fechou o mês com 32.082 novas vagas, alta de 1,29% na comparação com junho.

Apesar do resultado, projeta desaceleração neste segundo semestre, puxado pelos juros altos e queda na renda das famílias brasileiras.

No acumulado do ano, a construção civil empregou 216 mil trabalhadores, expansão de 9,38% na comparação com o registro de funcionários contratados no final do ano passado.