Construção civil ganha medidas de estímulo do governo

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou nesta terça-feira novas medidas de estímulo à construção civil com o objetivo de incentivar as vendas do setor. São quatro medidas, sendo a primeira a desoneração da folha de pagamento, conforme já havia antecipado a Agência Estado. As empresas do setor vão deixar de pagar 20% de INSS e passarão a pagar 2% sobre o faturamento. "O setor não pagará mais INSS por um longo período", disse o ministro, que aproveitou a cerimônia de entrega da casa de número 1 milhão do Minha Casa Minha Vida para fazer o anúncio.

Segundo Mantega, o setor vai pagar R$ 2,850 bilhões a menos de tributos com a medida. De acordo com os cálculos do ministério, a construção civil pagaria, em 2013, R$ 6,280 bilhões se fosse mantida a contribuição de 20% do INSS. Com a nova medida, as empresas pagarão R$ 3,430 bilhões no próximo ano.

Além disso, Mantega anunciou a redução do Regime Especial de Tributação (RET) de 6% para 4% sobre o faturamento. Foi ampliado o limite do "RET Social", para habitações sociais, que passarão a pagar, agora, alíquota de 1% sobre o faturamento.

O ministro anunciou também a criação de uma linha de capital de giro da Caixa Econômica Federal para o período da construção. O objetivo, segundo Mantega, é o de "disponibilizar, para a construção civil, capital de giro com preços e prazos competitivos, concessão rápida e utilização ágil, simplificada e automatizada". Ele ressaltou que a linha é voltada para micro, pequenas e médias empresas, com faturamento anual de até R$ 50 milhões. A nova linha terá recursos totais de R$ 2 bilhões para empréstimos.

Mantega ressaltou que "baratear custo de mão de obra na construção civil estimula mais emprego e mais formalização". "As medidas vão reduzir custo da produção, portanto, diminuirão custo das moradias", destacou.

cotações recentes

 
Cotações recentes
Símbolo Preço Variação % Var 
Seus tickers vistos mais recentemente aparecerão aqui automaticamente se você digitou um ticker no campo "Inserir símbolo/empresa" na parte inferior deste módulo.
É necessário permitir os cookies do seu navegador para ver as cotações mais recentes.
 
Entre para ver as cotações nos seus portfólios.

Resumo do Mercado

  • Moedas
    Moedas
    NomePreçoVariação% Variação
    3,10330,000,00%
    USDBRL=X
    3,2925-0,0022-0,07%
    EURBRL=X
    0,9423+0,0006+0,06%
    USDEUR=X
  • Commodities
    Commodities
    NomePreçoVariação% Variação

Destaques do Mercado

  • Líderes em Volume
    Líderes em Volume
    NomePreçoVariação% Variação
    15,61-0,25-1,58%
    PETR4.SA
    10,16+0,16+1,60%
    ITSA4.SA
    16,76+0,46+2,82%
    LAME4.SA
    32,25+0,40+1,26%
    VALE5.SA
    9,15+0,35+3,98%
    RUMO3.SA
  • Altas %
    Altas %
    NomePreçoVariação% Variação
    3,30+0,52+18,71%
    TXRX4.SA
    3,75+0,49+15,03%
    TPIS3.SA
    4,49+0,52+13,10%
    INEP4.SA
    4,42+0,47+11,90%
    LFFE3.SA
    2,30+0,24+11,65%
    STBP3.SA
  • Baixas %
    Baixas %
    NomePreçoVariação% Variação
    0,35-0,24-40,68%
    PFRM1.SA
    0,55-0,30-35,29%
    SULT3.SA
    5,20-1,05-16,80%
    TOYB3.SA
    2,06-0,32-13,45%
    MYPK11.SA
    3,80-0,58-13,24%
    LFFE4.SA