Constellation quer entrar em processo da AB Inbev

A norte-americana Constellation Brands pediu na sexta-feira que a companhia seja incluída no processo aberto pelo Departamento de Justiça dos EUA para bloquear a aquisição do Grupo Modelo, do México, pela Anheuser-Busch InBev.

A Constellation, que não foi processada, alega que deveria ser incluída no caso para proteger seus interesses econômicos e legais. Graças a um acordo relacionado à aquisição, a companhia controlará toda a distribuição da cerveja Corona e de outras marcas da Modelo nos Estados Unidos se o negócio for concluído.

A AB InBev e a Modelo dizem que a combinação entre as duas empresas não prejudicará a concorrência. Segundo elas, a Constellation será uma concorrente independente com controle total sobre as cervejas da empresa mexicana e seus preços no mercado norte-americano.

Já o Departamento de Justiça alega que a Constellation não será uma concorrente independente de verdade, disposta a confrontar a AB Inbev. A Constellation, que detém 50% da joint venture que importa cervejas da Modelo para os EUA, já demonstrou sua falta de comprometimento em tornar a empresa mexicana uma concorrente forte no mercado de cervejas norte-americano, segundo o departamento.

Em declaração submetida a um tribunal federal em Washington, o CEO da Constellation, Robert Sands, disse que o negócio dará à companhia uma plataforma para competir no mercado norte-americano por muito tempo. A AB InBev e a Modelo apoiaram o pedido da Constellation para ser incluída no processo.

Segundo a companhia norte-americana, o Departamento de Justiça é contrário à inclusão. Uma porta-voz do departamento não quis comentar o assunto. As informações são da Dow Jones.

Carregando...