Mercado fechado

Conserto de tela de um Huawei Mate X tem o preço de um iPhone 11 Pro

Rafael Arbulu

Muito se fala sobre a capacidade de uso dos smartphones de display dobrável, ou então sua beleza e design. Claro, o mercado consumidor global sabe que quase nenhuma regra dos modelos padronizados se aplica a estes aparelhos mais conceituais, mas mesmo assim, algumas novidades podem assustar os mais incautos.

A Huawei que o diga: lançado apenas na China (pelo menos, por enquanto), o seu Mate X é o mais caro dos três aparelhos dobráveis atualmente disponíveis para compra — sendo os outros dois o Samsung Galaxy Fold e o Motorola Razr V3 —, custando aproximados US$ 2,4 mil na etiqueta. Mas e se você deixá-lo cair ou riscar o display por alguma razão?

“Sem problemas, é só trocar a tela”, você pode pensar.

O Huawei Mate X: smartphone de display dobrável foi lançado apenas no mercado chinês devido à guerra comercial entre os EUA com a fabricante Huawei - o que não o impede de ser o modelo mais caro do setor atualmente disponível

Sobre isso: como vão seus bolsos? Porque a Huawei revelou recentemente o preço sugerido de conserto para boa parte do hardware do Mate X. E, embora a maior parte tenha valores até bem razoáveis, um display novo vai lhe custar exatos US$ 1 mil — ou seja, o preço de um iPhone 11 Pro novo. Outras peças, como bateria, tampa da bateria, câmera e placa-mãe, ficam, respectivamente, nas marcas de US$ 40, US$ 50, US$ 100 e US$ 500.

A razão para o valor exagerado na tela não foi explicitamente divulgada pela fabricante, mas há que se considerar: nenhum dos smartphones dobráveis possui o mesmo grau de proteção de display de um smartphone comum. Fosse esse caso, bem, eles dificilmente seriam “dobráveis". Ou seja, o seu formato os torna bastante sujeitos a riscos, marcas e quebras por motivo de impacto.

Ademais, o Huawei Mate X — e qualquer outro “dobrável”, vale dizer — não é o tipo de aparelho recomendado para uso rotineiro e diário. Devido ao seu caráter conceitual, ele existe justamente para que a fabricante chinesa possa experimentar as possibilidades trazidas pela nova tecnologia de display.

Como dissemos, por ora, o Huawei Mate X está disponível apenas na China: devido ao fim do licenciamento fornecido pelo Google para que a empresa possa usar o Android, um lançamento internacional do aparelho acabou sendo descartado. Mas como o setor de importação de bens de consumo é um que sempre dá seu jeito, é fácil de antecipar que o Mate X, ou alguma versão dele, venha a aparecer em outros mercados llogo, logo.

Aliás, nós fizemos o hands-on do Mate X recentemente. Confirma o vídeo logo abaixo:

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: