Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.564,44
    +1.852,44 (+1,57%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.399,80
    +71,60 (+0,15%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,31
    -0,32 (-0,49%)
     
  • OURO

    1.786,60
    +2,30 (+0,13%)
     
  • BTC-USD

    56.824,46
    +2.570,27 (+4,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.457,26
    +51,96 (+3,70%)
     
  • S&P500

    4.167,59
    +2,93 (+0,07%)
     
  • DOW JONES

    34.230,34
    +97,31 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.039,30
    +116,13 (+1,68%)
     
  • HANG SENG

    28.417,98
    -139,16 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.812,63
    -241,37 (-0,83%)
     
  • NASDAQ

    13.483,50
    -52,50 (-0,39%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4268
    -0,1125 (-1,72%)
     

Conselho do Flamengo votará alteração no estatuto que visa afastar dirigentes em eleições

LANCE!
·1 minuto de leitura


O estatuto do Flamengo pode sofrer uma mudança em breve. Será votada no Conselho Deliberativo a proposta de emenda que pretende impedir que pessoas se mantenham ligadas aos poderes de clube caso se candidatem a cargos públicos eletivos. A informação foi divulgada inicialmente pelo "Uol".

+ Sobra na frente, sofre atrás: estreia na Libertadores é tônica do Flamengo de 2021

Nos próximos 20 dias os conselheiros podem apresentar contestações ou complementos para a pauta, que é de autoria de conselheiros do grupo "Flamengo da Gente". Após este período, a proposta será votada e precisa ser aprovada por maioria simples para entrar em vigor.

Um dos autores da proposta, Walter Monteiro, conselheiro e pré-candidato a presidente do Flamengo, comemorou o avanço da pauta nos bastidores do clube.

- O Flamengo da Gente propôs uma emenda ao estatuto do Flamengo para obrigar qualquer membro de poder a se licenciar caso queira se candidatar a cargo eletivo. Hoje fiquei feliz ao ver que o projeto está andando e será votado em breve. Queremos um Flamengo longe da política partidária.

A iniciativa surgiu após a candidatura do VP de futebol Marcos Braz nas eleições municipais de 2020. O dirigente foi eleito vereador do Rio de Janeiro com 40.938 votos e foi acusado de "utilização da máquina do clube" para alavancar a campanha. O caso, inclusive, chegou ao Conselho de Administração do Flamengo, mas foi arquivado em fevereiro deste ano.