Mercado fechado

Conoco tenta assumir controle de unidade da PDVSA

Carlos Caminada

(Bloomberg) -- A ConocoPhillips planeja assumir o controle das ações de uma unidade da petroleira da Venezuela em razão da falta de pagamentos da estatal em um acordo multibilionário.

A produtora de petróleo dos EUA entrou com um pedido no tribunal federal de Delaware para ficar com o controle das ações da PDV Holding, uma unidade da Petróleos de Venezuela, que controla a Citgo Petroleum, distribuidora de combustível com sede em Houston, segundo documentos judiciais. A PDVSA não quis comentar.

“Em nome dos acionistas da empresa, continuamos comprometidos em buscar todas as vias legais disponíveis para obter uma recuperação completa e justa da compensação”, disse a Conoco em resposta a perguntas.

A petição é a mais nova tentativa da Conoco de pressionar a Venezuela a honrar mais de US$ 10 bilhões em indenizações, aprovadas por dois painéis internacionais de arbitragem, devido a bens confiscados há 12 anos. No ano passado, a empresa adotou uma estratégia agressiva para assumir as instalações da PDVSA no Caribe depois que a primeira indenização foi autorizada.

Os EUA aumentaram a pressão sobre o governo de Nicolás Maduro com sanções à PDVSA e reconheceram o líder da oposição, Juan Guaidó, como presidente interino da nação.

“Estamos trabalhando em estreita colaboração com o governo dos EUA para determinar o melhor curso de ação e cumpriremos todas as ordens, leis e regulamentos aplicáveis dos EUA”, disse a Conoco.

--Com a colaboração de Kevin Crowley e Fabiola Zerpa.

Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net

Repórter da matéria original: Carlos Caminada em Calgary, ccaminada1@bloomberg.net

Para entrar em contato com os editores responsáveis: Simon Casey, scasey4@bloomberg.net, Peter Blumberg

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

©2019 Bloomberg L.P.