Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.632,92
    -168,29 (-0,14%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.134,93
    -60,50 (-0,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,10
    +0,95 (+1,39%)
     
  • OURO

    1.806,50
    -8,00 (-0,44%)
     
  • BTC-USD

    40.790,74
    +913,49 (+2,29%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.005,54
    +29,64 (+3,04%)
     
  • S&P500

    4.429,10
    +26,44 (+0,60%)
     
  • DOW JONES

    35.064,25
    +271,58 (+0,78%)
     
  • FTSE

    7.120,43
    -3,43 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.171,75
    +98,25 (+0,65%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2082
    +0,0899 (+1,47%)
     

Conmebol e Ministério da Saúde divergem sobre dados de infectados por Covid-19 na Copa América

·1 minuto de leitura

A Conmebol e o Ministério da Saúde não estão falando a mesma língua quando o assunto é a quantidade de infectados por Covid-19 na Copa América. Enquanto o governo federal afirmou que há 53 casos positivos, os organizados dizem que são 69. Apesar dos números terem sido divulgados com um dia de diferença, a discordância está na quantidade de jogadores doentes.

Os dados do Ministério da Saúde foram divulgados nesta quarta-feira. Foi informado que entre os contaminados, estavam 27 jogadores e membros da comissão técnica, além de 26 prestadores de serviços. O governo também declarou que os casos foram registados em três das quatro cidades onde acontece a competição: Brasília, Goiânia e Rio de Janeiro. Ainda segundo o ministério, até quarta-feira, foram feitos 5.072 testes PCR.

Na tarde desta quinta-feira, a Conmebol divulgou seus próprios números. A organizadora dos jogos diz que há 65 testes positivos, entre 5.393 realizados.

Até aí, nada de estranho a ser observar, já que os dados foram divulgados um dia depois. Porém, para a Conmebol, há apenas 19 membros de delegações infectados, o que incluem os jogadores, uma diferença de oito casos entre os dados divulgados pelo Ministério da Saúde. Nos dados da Conmebol, o restante dos doentes são membros do estafe dos estádios, da Conmebol e equipes de arbitragem.

Após o comunicado da Conmebol, as seleções da Venezuela da Bolívia confirmaram dois novos casos em cada delegação. Na equipe venezuelana, os infectados são um jogador e um membro do estafe. Já a Bolívia não confirmou se os infectados são jogadores ou não.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos