Mercado fechado

Conheça lideranças LGBTQIA+ em startups

lideranças LGBTQIA+ promovem gestões com foco na diversidade. Foto: Getty Creative
lideranças LGBTQIA+ promovem gestões com foco na diversidade. Foto: Getty Creative
  • 92,3% de pessoas que trabalham em startups se declaram heterossexuais, 3,9% homossexuais e 1,5% bissexuais;

  • Transexuais não estão presentes em 96,7% das startups;

  • Na contramão desses dados, algumas empresas do segmento de inovação e tecnologia entendem a importância de gestões plurais e diversas.

A inovação é palavra chave para as startups, no entanto, ainda há muito o que avançar no quesito diversidade. Um estudo realizado pela Associação Brasileira de Startups (Abstartups) apontou que as mulheres ainda são minoria entre os fundadores de startups no país (12,6%). Quanto a raça, a maioria se autodeclara branca (64,8%), seguida por pardos (22,7%) e negros (5,8%). Já quanto à orientação sexual, o abismo é ainda maior: 92,3% se declaram heterossexuais, 3,9% homossexuais e 1,5% bissexuais.

Os demais cargos de equipe também trazem números negativos: 26,5% não tem sequer uma mulher na empresa e apenas 15% tem metade do time composto por pessoas do gênero feminino. Transexuais também não estão presentes em 96,7% das startups analisadas pelo levantamento.

Na contramão desses dados, algumas empresas do segmento de inovação e tecnologia entendem a importância de gestões plurais e diversas e trabalham para valorizar e investir em pessoas LGBTQIA+ em cargos de liderança, veja a seguir:

  1. Gupy (HR Tech)

  2. Gama Academy (Ed Tech)

  3. GetNinjas

  4. Factorial (HR Tech)

Gupy (HR Tech)

Tamara Braga é head de D&I, além de ter o desafio de cuidar de agenda específica, Tamara coordena os grupos de afinidade, desenha ações e coopera com o time de Produtos para fomentar a Diversidade & Inclusão na plataforma e para as empresas parceiras.

Gama Academy (Ed Tech)

Natália Garcia é líder LGBTQIA+ é CRO da Gama Academy, escola que capacita profissionais para o mercado digital. Natália acumula mais de dez anos de experiência no trabalho com produtos, negócios, startups e liderança de equipes.

GetNinjas

No GetNinjas, startup que conecta clientes e prestadores de serviço, Renan Pimenta é supervisor de relacionamento. Como gestor, o executivo relembra com carinho os líderes que teve em sua trajetória, todos pessoas LGBTQIA+; cenário bem diferente de Jacuí, cidade mineira na qual cresceu antes de se mudar para São Paulo a fim de cursar psicologia. “Quando eu cheguei aqui, eu tive um choque de cultura. Eu não esperava que eu pudesse trabalhar em um lugar em que pudesse ser quem sou”.

Factorial (HR Tech)

Renan Conde é diretor na Factorial e faz parte do grupo LGBTQIAP+. Chegou com o desafio de desenvolver novos negócios, equipes e mercados para a empresa. Especialista há 10 anos, o profissional já passou por outras grandes empresas do mercado como Casafari, a francesa Green-Acres, Icatu Seguros e Itaú. Mesmo tendo essa trajetória de sucesso, superou muitos obstáculos e desafios por conta da sua sexualidade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos