Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.344,22
    -400,82 (-0,73%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Conheça fundos de investimentos dedicados à igualdade de gênero

·4 min de leitura
Black woman with raised fists wearing protective face mask while supporting anti-racism demonstrations.
Black woman with raised fists wearing protective face mask while supporting anti-racism demonstrations.

Apesar de avanços significativos ao longo dos anos, a desigualdade de gênero é uma realidade estrutural que afeta as mulheres, seja no que diz respeito às violências a que são expostas ou a colocação no mercado de trabalho.Levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou que 54,5% das mulheres com 15 anos ou mais representam a força de trabalho no Brasil em 2019. O percentual é de 73,7% entre os homens. Os dados estão presentes na segunda edição do estudo “Estatísticas de gênero: indicadores sociais das mulheres no Brasil”.

Essa representação das mulheres inferior ao número de homens mostra o quanto ainda são desiguais as oportunidades, e o quanto esse cenário piorou especialmente durante a pandemia. O terceiro trimestre de 2020 comparado ao mesmo período em 2019 apresentou queda na parcela de mulheres que estavam no mercado de trabalho, de 53,3% para 45,8%. Enquanto que para os homens a queda foi menor, de 71,8% para 65,7%, de acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Os dados utilizados pelo Ipea se baseiam na Pnad Contínua do IBGE.

O que todos esses números mostram é que o que já era uma dificuldade no país, trazer a equidade de gênero para o mercado de trabalho, se aprofundou ainda mais durante a pandemia. Assim como dados referentes a violência e abusos. 

Segundo pesquisa do Instituto Datafolha encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), 17 milhões de mulheres (24,4%) sofreram algum tipo de violência sexual, física e psicológica no último ano. A pesquisa ressalta ainda que as vítimas de violência doméstica estão entre as que mais perderam renda e emprego durante a pandemia.

O contexto é desolador, mas há luz no fim do túnel. Alguns fundos de investimento apostam e investem em projetos voltados para a igualdade de gênero, com ações como a recolocação da mulher no mercado de trabalho ou que promovam assessoria jurídica e acolhimento às mulheres vítimas de violência.

Veja a seguir algum desses projetos:

  1. Fundo Elas

  2. Rede Mulher Empreendedora

  3. Fundo Trend Lideranças Femininas

  4. Fundo de Investimento Social Privado

Fundo Elas

Criado em 2001, o ELAS Fundo de Investimento Social atua diretamente em ações que têm como objetivo garantir o protagonismo das mulheres. O trabalho do Fundo Elas ocorre através de projetos e concursos, com temáticas que abordam a prevenção da violência contra mulheres, promoção da autonomia econômica, do empreendedorismo e do fim da pobreza, além da expansão do acesso à saúde e dos direitos sexuais e reprodutivos das mulheres, entre outros temas relevantes.

O ELAS recebe apoio e investimento da Fundação Ford, Instituto Avon, Oak Foundation e ONU Mulheres,

Rede Mulher Empreendedora

A Rede Mulher Empreendedora já impactou mais de 750 mil pessoas e existe desde 2010 apoiando o protagonismo feminino no empreendedorismo e mulheres que buscam empreender. Algum dos projetos são os eventos anuais a Casa das Empreendedoras e o Fórum Empreendedoras. Também conta com um programa de aceleração, o RME Acelera, cursos intensivos para quem quer empreender e o programa RME Conecta que promove o contato entre negócios de mulheres e grandes empresas.

Durante a pandemia, a Rede Mulher Empreendedora captou R$ 40 milhões para realizar investimentos em projetos de geração de renda e apoio às empreendedoras. Bradesco, Santander, Itaú e Google estão entre os investidores que colaboraram com a RME.

Fundo Trend Lideranças Femininas

Criado pela XP, uma das maiores empresas de investimentos do Brasil, o Fundo Trend Lideranças Femininas tem por objetivo focar em empresas que valorizam a presença de mulheres em cargos de liderança de alto nível.

Parte do lucro captado pelo fundo será destinado ao Instituto As Valquírias que trabalha oferecendo oportunidades por meio do desenvolvimento educacional a mulheres, jovens e crianças em situação de extrema pobreza. O aporte financeiro garante a qualificação profissional de no mínimo 700 mulheres. Além disso, a parceria entre a XP Investimentos e o Instituto As Valquírias através do Fundo Trend Lideranças Femininas também contempla mentorias para ajudar no desenvolvimento das empreendedoras capacitadas pelo Instituto.

Fundo de Investimento Social Privado

O Fundo de Investimento Social Privado pelo Fim das Violências contra as Mulheres e Meninas nasceu durante a pandemia com o objetivo de reduzir os impactos da violência e apoiar os serviços públicos de abrigamento e proteção, além de oferecer suporte para a recolocação profissional das mulheres.

O Fundo conta com o apoio e investimento de empresas e instituições como a rede de hotéis Accor, o Instituto Avon, Natura e Evino. O trabalho do Fundo de Investimento Social Privado é direcionado para captar R$ 10 milhões que serão destinados a organizações que atendam às necessidades psicológicas, materiais e jurídicas de mulheres e crianças em situação de vulnerabilidade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos