Mercado fechará em 3 h 47 min
  • BOVESPA

    114.070,74
    +2.886,79 (+2,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.527,13
    +149,66 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,34
    +3,06 (+4,99%)
     
  • OURO

    1.718,10
    +2,30 (+0,13%)
     
  • BTC-USD

    49.520,76
    -1.424,57 (-2,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    994,39
    +7,18 (+0,73%)
     
  • S&P500

    3.821,34
    +1,62 (+0,04%)
     
  • DOW JONES

    31.299,81
    +29,72 (+0,10%)
     
  • FTSE

    6.648,81
    -26,66 (-0,40%)
     
  • HANG SENG

    29.236,79
    -643,63 (-2,15%)
     
  • NIKKEI

    28.930,11
    -628,99 (-2,13%)
     
  • NASDAQ

    12.753,25
    +71,50 (+0,56%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7174
    -0,0613 (-0,90%)
     

Conheça a trajetória de Lucas Penteado fora do BBB 21: apaixonado pela arte e família

Alma Preta
·4 minuto de leitura
O ator e rapper de 24 anos nasceu no bairro do Bixiga, em São Paulo, e tem participação ativa no movimento secundarista da cidade. Foto: Reprodução/Instagram
O ator e rapper de 24 anos nasceu no bairro do Bixiga, em São Paulo, e tem participação ativa no movimento secundarista da cidade. Foto: Reprodução/Instagram

Texto: Roberta Camargo Edição: Nataly Simões

Com família sempre presente e ativa na história do samba da capital Paulista, Lucas Penteado, um dos participantes do BBB 21, é tataraneto de um dos principais fundadores da escola de samba Vai-Vai, Frederico Penteado. Nascido no bairro do Bixiga, Lucas é filho da professora Andrea Penteado e do açougueiro Janderson Penteado, que se conheceram na quadra da agremiação.

Foi dentro da quadra da escola de samba do bairro central da zona central de São Paulo que o ator teve o primeiro contato com a arte. O encontro se concretizou quando, aos seis anos, Lucas passou a fazer aulas de teatro na cia Os Satyros, também no centro da cidade. Uma das peças da companhia era apresentada em escolas públicas.

Nas redes sociais, a escola de samba celebrou a participação do ator no "Altas Horas", em 2017. Foto: Reprodução/Facebook
Nas redes sociais, a escola de samba celebrou a participação do ator no "Altas Horas", em 2017. Foto: Reprodução/Facebook

Poesia na ocupação

Presidente do Grêmio Estudantil da Escola Estadual Caetano de Campos, Lucas participou das manifestações em forma de ocupação contra a redução de verbas em 2015. Na ocasião, o Ministério da Educação sofreu um corte de R$ 9,42 bilhões.

O primeiro contato do jovem com a poesia falada e as batalhas de Slam, na época aos 19 anos, aconteceu na experiência da ocupação feita com outros estudantes. "A primeira vez que eu vi o Lucas foi pelo YouTube, quando eu entrei no Slam em 2017, me apaixonei muito pela escrita dele. Ele é muito energético, eu gosto muito disso porque eu também sou", conta a vencedora do Slam BR de 2019, Kimani, que se tornou amiga do artista.

O vídeo a que Kimani se refere aconteceu na Praça Roosevelt e viralizou na internet com milhares de visualizações. "Além de ser negro drama também sou um negro estudado", declama Lucas em uma parte da poesia.

"Humildade e simpatia", segundo a amiga que conheceu o ator em 2017, numa batalha de Slam, são as marcas registradas de Lucas. "Tem sempre esse sorriso enorme, esse olhar convidativo. Ele tem o olhar curioso, de conquistar o mundo e foi muito prestativo de vir falar comigo. Eu o reconheci e ele me reconheceu, sabe? No processo que a gente vive de silenciamento até mesmo dentro do movimento, foi muito positivo", complementa.

Prêmios e o universo audiovisual

O vídeo com a poesia falada do Slam foi a ponte que Lucas precisava para conquistar outros espaços. O fã de Harry Potter, que usava as falas do filme para os estudos de teatro aos seis anos foi convidado para interpretar Fio, um estudante e morador da Brasilândia, em "Malhação - Viva a Diferença" (2017).

Retratando a experiência e interpretando o que viveu nas ocupações das escolas em 2015, Lucas fez parte do longa "Espero tua (re)volta", de Eliza Capai. Em 2019, nos palcos do teatro, Lucas participou da peça "Revide", com direção de Herbet Bianchi, e interpretou o mágico na peça "O mágico de Oz".

"Ele me convidou em 2019 para uma proposta de um coletivo de teatro. Lucas já dirigia alguns projetos na época", lembra Kimani. Segundo a amiga, fora do BBB 21, Lucas se mantinha ativo em busca de novos projetos depois do sucesso em Malhação. "Nos grupos ele estava sempre concebendo uma ideia!.Falando sempre 'vamos fazer aquilo', 'e se a gente fizesse isso?'.", detalha a amiga.

Família

"Ele é muito coração. A maioria das vezes que eu o vi, ele estava sempre acompanhado dos pais e grande parte dos nossos não tem o pai presente. Essa figura familiar dá um suporte muito grande pra ele", pontua Kimani.

O grande sonho de Lucas, já dito diversas vezes dentro do BBB 21 é comprar uma casa para os pais e manter sua mãe orgulhosa. "Parece que ele carrega o sonho nas costas, no olho, na poesia, na escrita e ele entende o quanto ele é importante pra essa luta", considera a a amiga.

Nas redes sociais, amigos e colegas de profissão têm manifestado apoio para Lucas, que segundo a opinião pública enfrenta uma série de ataques e vivencia episódios de tortura psicológica durante sua participação no reality show da TV Globo. Em resposta aos ataques, junto à família e amigos próximos, a nova assessoria de Koka, como também é conhecido, anunciou nesta semana ter dado início a medidas judiciais em sua defesa.